A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

09/07/2015 12:32

Em nota, governo de MS diz que operação investiga apenas gestão passada

Antonio Marques
Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão da operação Lama Asfáltica na Secretaria de Infraestrutura e Agesul (Foto: Marcos Ermínio)Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão da operação "Lama Asfáltica" na Secretaria de Infraestrutura e Agesul (Foto: Marcos Ermínio)

O governo de Mato Grosso do Sul divulgou no final da manhã de hoje, 9, nota de esclarecimentos sobre a operação “Lama Asfáltica”, realizada desde o início do dia pela Polícia Federal, Receita Federal e Controladoria Geral da União, contra um esquema de empreiteiras que deu prejuízo de ao menos R$ 11 milhões dos cofres públicos. A nota afirma que a operação refere-se apenas ao governo anterior.

A nota do Governo esclarece que a operação refere-se a inquérito policial relativo ao ano passado, portanto, relativo ao governo de André Puccinelli (PMDB), “não tendo relação com o atual Governo.” Segundo a nota, os servidores investigados foram suspensos de suas funções por ordem judicial e o Governo vai tomar providências administrativas cabíveis para esclarecer os fatos.

Em relação a presença dos federais na Secretaria de Infraestrutura e Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) contou com a colaboração do Governo, que se colocou à disposição da Polícia Federal e demais órgãos para apoiar a operação.

O Governo do Estado disse na nota que vai acompanhar a evolução da operação e reafirmou o compromisso com o esclarecimento dos fatos e a transparência das informações.

Veja a íntegra da nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul esclarece, acerca das operações realizadas hoje (09), pela Polícia Federal, Receita Federal e Controladoria Geral da União, os seguintes pontos:

1) Os mandados de busca e apreensão expedidos no último dia 02 se referem a inquérito policial relativo ao ano de 2014, portanto, à gestão anterior, não tendo relação com o atual Governo;

2) A diligência realizada na sede da Secretaria de Infraestrutura, onde também funciona a Agesul, contou com a colaboração do Governo, que está totalmente à disposição para apoiar a Polícia Federal, a Justiça e os demais órgãos envolvidos;

3) Os funcionários investigados foram suspensos de suas funções por ordem judicial e o Governo vai tomar todas as providências administrativas cabíveis para averiguar os fatos e garantir a lisura de todos os procedimentos realizados pelo órgão;

4) Por fim, o Governo do Estado vai acompanhar a evolução das apurações, reafirmando seu compromisso com o esclarecimento dos fatos e a transparência das informações.

Governo do Estado do Mato Grosso do Sul



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions