A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/11/2012 15:44

Empresa irá cadastrar hoje catadores de lixo para cooperativa de reciclagem

Paula Vitorino
Apresentação sobre como será a operação do serviço foi feita nesta manhã. (Foto: Minamar Júnior)Apresentação sobre como será a operação do serviço foi feita nesta manhã. (Foto: Minamar Júnior)

No processo de transição para o novo modelo de coleta e destinação de lixo em Campo Grande, o Consórcio Solurb CG, ganhador da licitação municipal, abre nesta tarde cadastramento dos catadores de lixo para participarem da cooperativa de reciclagem. Nesta manhã, a empresa apresentou o plano de trabalho e recebeu a ordem de serviço para início das atividades da Prefeitura.

De acordo com o superintendente do Consórcio, Elcio Terra, equipes da empresa vão hoje à tarde até a região do lixão de resíduos sólidos no bairro Dom Antônio Barbosa para cadastrar os trabalhadores.

“Para quem não quiser participar da cooperativa será oferecida a oportunidade de participar de outros serviços, receber cursos de capacitação para de pintura e varredura, por exemplo”, afirmou.

De acordo com o titular da Semadur (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano), Marcos Cristaldo, alguns trabalhadores já estão sendo capacitados para atuar na reciclagem.

O lixão no local deve ser desativado na segunda quinzena de dezembro e, então, não será mais permitido a entrada de catadores no depósito de lixo. Os trabalhadores poderão apenas atuar na usina de reciclagem, na separação dos materiais.

Prefeitura e empresa garantem que a usina estará em funcionamento até a desativação do lixão, que será substituído pelo aterro Dom Antônio Barbosa II, em área ao lado. O início das atividades do aterro será no próximo dia 21, quando oficialmente o Consórcio assume todos os serviços ligados ao lixo na Capital.

O investimento total no primeiro ano é de R$ 45 milhões, sendo que o lucro que a empresa deve obter em 25 anos é estimado em R$ 1,3 bilhão.

Além da responsabilidade pela destinação dos resíduos sólidos da Capital, a empresa será a responsável pelos serviços de coleta seletiva, lixo hospitalar municipal, crematório de carcaça de carcaça de animais e limpeza urbana.

Ainda é previsto a construção de um novo aterro para resíduos sólidos, em área de 4 km do atual lixão.

Sobre as ações judiciais que a licitação é alvo, questionando a legalidade do processo e o cumprimento de normas ambientais, o superintende da empresa frisou que não tem conhecimento de nenhuma ação que impeça o funcionamento das atividades no prazo previsto.



Na minha opinião, além de cadastrarem os catadores de lixo, devem orientar e esclarecer esse pessoal, pois com frequência eles passam e arregaçam todo o lixo, mesmo estando separados. Eu, como moradora, cidadã, procuro separar meu lixo reciclável do lixo orgânixo, mas basta colocar pra fora que passa um e rasga todos os pacotes e larga tudo jogado na calçada, não tem a mínima dignidade de recolher e arrumar. Ser pobre gente não significa ser porco e relaxado. Tem que se ter respeito com a propriedade e o trabalho alheia, mesmo porque o lixeiro não recolhe o lixo que fica jogado no chão ou na calçada.
 
Ivone Arguelho em 14/11/2012 16:58:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions