ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Contrato bilionário para exploração do lixo já está valendo

Paula Vitorino | 26/10/2012 09:25
Proposta de preço foi aberta no início deste mês e encerrou licitação. (Foto: Denilson Secreta)
Proposta de preço foi aberta no início deste mês e encerrou licitação. (Foto: Denilson Secreta)

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PM), assinou ontem o contrato de prestações de serviços do lixo com o consórcio CG Solurb Soluções Ambientais, liderado pela atual prestadora do serviço na Capital, Financial Construtora Industrial e a LD Construções Ltda.

O contrato tem duração de 25 anos, com valor anual de R$ 52.157.648,82. Ao todo, a Prefeitura irá pagar R$ 1,3 bilhão para a empresa ao longo do contrato.

A assinatura do convênio vai contra várias ações judiciais movidas com o objetivo de impedir a conclusão da licitação milionária. Um dos questionamentos era o fato do contrato ser firmado às vésperas da troca de administração da Prefeitura.

Na disputa pelo serviço estava a HFMA Resíduos Urbanos, composto pelas empresas Heleno Fonseca Construtécnica S/A (empresa líder), Agrícola e Construtora Monte Azul e Monte Azul Engenharia.  O grupo é de São Paulo.

De acordo com o contrato, o consórcio vencedor terá que oferecer serviços públicos de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, consistindo em coleta, transporte, destinação e disposição final ambientalmente adequada dos resíduos sólidos domiciliares e comerciais; coleta, transporte, tratamento, destinação e disposição final ambientalmente adequada dos resíduos sólidos dos serviços de saúde, do originário da varrição e limpeza de logradouros e vias públicas.

Ainda está prevista a administração dos aterros sanitários Dom Antônio Barbosa I e II e a construção de um novo aterro sanitário, denominado de Erêguaçu.

A última licitação do lixo havia sido realizada em 2005, quando o serviço, após 24 anos, passou da Vega Ambiental para a Financial. À época, o edital foi lançado no valor de R$ 70 milhões.

Nos siga no Google Notícias