ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  19    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Empresário se apresenta, diz que matou 2 em legítima defesa, é ouvido e liberado

Crime aconteceu no domingo e a polícia investiga se confusão começou durante briga de trânsito

Por Mirian Machado | 04/12/2020 13:45
Local onde crime aconteceu (Foto: Marcos Maluf)
Local onde crime aconteceu (Foto: Marcos Maluf)

O empresário Rosivaldo Pereira Vieira, de 41 anos, suspeito de matar dois jovens, de 21 e 23 anos, no último domingo (29), se apresentou nessa quinta-feira (3) na 5ª Delegacia de Polícia na Vila Piratininga em Campo Grande.  O empresário apresentou a arma utilizada no crime, uma pistola .380, foi ouvido e liberado.

Ele alega legítima defesa.

Ao Campo Grande News, o advogado de Rosivaldo, Tiago Bunning, disse que acontecia um churrasco na casa do cliente quando teria ocorrido discussão no trânsito envolvendo convidado da festa. O rapaz chegou na casa do empresário em uma motocicleta após ser perseguido pelo trio.

Chegaram os rapazes batendo no convidado dele e em determinado momento um deles mostrou uma arma. Como ele não sabia o que era, e se era um roubo, atirou para defender todos que estavam na casa. Sem dúvida nenhuma é legítima defesa", afirmou Bunning.

Após o crime, todos foram para casa de familiares. Nessa quinta-feira Rosivaldo também apresentou a arma, uma pistola 380, que é registrada.

Veículo usado pelo trio em frente a casa do empresário (Direto Das Ruas)
Veículo usado pelo trio em frente a casa do empresário (Direto Das Ruas)

Caso- Conforme o Boletim de Ocorrência, na madrugada de domingo (29), a polícia chegou até a casa da proprietária do Fiat Uno encontrado abandonado próximo ao corpo.

A vítima foi identificada Gabriel de Souza Silva, 21 anos. Segundo a mãe, ele havia saído com o carro na companhia de dois colegas, Maykon Cezarin da Silva, 23 anos, o outro morto, e um ainda um terceiro rapaz não localizado.

Ela não soube dizer para onde os três haviam ido. Relatou apenas que o filho e Maikon tinham passado a tarde juntos. Os dois trabalhavam em um açougue.

O carro foi apreendido para ser periciado. A Polícia Civil investiga se a briga começou no trânsito. A principio, foi informado que o empresário era quem estava sendo perseguido pelos rapazes até a residência dele. Lá, ele teria pegado a arma e atirou nos três, um deles morreu no local. Os outros teriam fugiram para a mata. Pela manhã o corpo de Gabriel foi encontrado na mesma rua, dois quilômetros do local do crime.

A terceira pessoa que estaria com a dupla ainda não foi localizada.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário