A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/06/2013 16:25

Entidades cobram segurança e estrutura em arraial de Santo Antônio

Jéssica Benitez
Pessoas dormem nos estandes porque não há segurança em Arraial de Santo Antonio 2013 (Foto: Cleber Gellio)Pessoas dormem nos estandes porque não há segurança em Arraial de Santo Antonio 2013 (Foto: Cleber Gellio)
Aos 67 anos Miguel teve que enfrentar chuva e frio para proteger barraca de entidade do bairro Aero Rancho (Foto: Cleber Gellio)Aos 67 anos Miguel teve que enfrentar chuva e frio para proteger barraca de entidade do bairro Aero Rancho (Foto: Cleber Gellio)

O número “11”, tão estimado pelo prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), também vai ficar na memória de quem esteve à frente das barracas instaladas no Arraial de Santo Antônio 2013. A recordação, entretanto, não será tão boa quando o progressista prega.

Participante da festa em todas as 11 edições do arraial, um grupo de mulheres de uma determinada comunidade relatou ao Campo Grande News que, de longe, este foi o pior ano do evento. Eles preferiram manter em sigilo as identidades e também não revelar de onde são por medo de represálias.

“Não tivemos conversa com a organização. Tudo foi mal combinado. A estrutura dos estandes foram montadas de última hora no dia que o arraial ia começar. Chegamos aqui estava tudo incompleto, tivemos que correr atrás de uma tábua para terminar o balcão de atendimento. Nos outros anos era só a gente chegar aqui com os produtos que já estava tudo prontinho”, contou uma delas.

Além disso, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), disponibilizou aos participantes somente a faixa que divulga o nome da própria pasta, sendo que a faixa de identificação de cada entidade ficou por conta das entidades participantes.

“Mas o problema maior não é este. Nós ainda tivemos que confeccionar a faixa em um lugar estipulado pela organização e nos custou R$ 96. Se eles tivessem explicado a padronização e cada um pudesse levar onde fosse melhor, nós com certeza teríamos pago no máximo R$ 60”, desabafou.

Outro fator que não ocorria nos anos anteriores era o fato de a organização aumentar o preço da bebida repassada à barraca. Segundo as mesmas testemunhas, inicialmente a produção da festa queria vender cada unidade por R$ 2.50 aos estandes, para que as entidades revendessem por R$ 3.00 aos consumidores.

A imposição não agradou e todos decidiram boicotar a organização e não vender álcool. “Aí eles cederam e venderam para nós por R$ 2.00, mas, mesmo assim, o lucro deles é de R$ 1.00 livre, enquanto temos que arcar também com guardanapos, canudinhos e gelo. Ainda tem o fato de não podermos comprar de supermercados, só deles”, relatou a mulher.

Estrutura de Montanha Russa foi montada em cima de tocos de madeira (Foto: Cleber Gellio)Estrutura de Montanha Russa foi montada em cima de tocos de madeira (Foto: Cleber Gellio)
Entidades cobram segurança e estrutura em arraial de Santo Antônio

Insegurança – Mais uma reclamação, desta vez feita por outra comunidade, esta relacionada à falta de segurança direcionada às barracas. Durante os quatro dias, três portões que dão acesso à estrutura da festa ficaram abertos e somente em um deles havia guardas. A equipe do Campo Grande News entrou sem se identificar e não foi abordada por ninguém.

“Ali entra quem quiser. Ganhamos três crachás no primeiro dia e nunca pediram identificação para entrarmos. Eu temo pelas bebidas porque não tem como a gente carregar e descarregar a cada dia de evento”, relatou uma comerciante sem se identificar.

Diante da situação várias pessoas tiveram que dormir nas tendas para proteger a mercadoria ou contratar segurança particular para guardá-las. Após ter duas caixinhas de cerveja roubadas da barraca de sua mãe na madrugada de sábado, o educador físico, Jil Alessandro Xavier, 30 anos, pagou R$ 20,00 para um homem ficar de prontidão no estande durante toda a noite.

“Eu chamei a organização e relatei tudo. Eles ficaram de me dar um respaldo ontem, mas até agora ninguém me procurou”, disse. Sem poder tirar do lucro que conseguiu obter com o arraial, o aposentado Miguel Ozório, 67 anos, levou um colchão para a barraca e dormiu por lá nos quatro dias de festa.

Para se proteger da chuva e do frio, o idoso recorreu a locais mais altos para se acomodar. “Tive que dormir aqui porque senão o povo leva tudo embora”, resumiu Miguel que faz parte do Projeto Amar promovido pela comunidade do Aero Rancho responsável por atender 70 crianças. “Se a gente pagar alguém não sobre para ajudar a entidade”, finalizou.

Parque dos horrores - Não somente os participantes da 11ª edição do Arraial de Santo Antonio tomaram prejuízos. O consumidor também se arriscou ao utilizar o parque de diversões da festa. A Montanha Russa, por exemplo, está em péssimas condições.

Conforme constatou a equipe de reportagem, o brinquedo foi instalado em cima de toquinhos de madeira sem nenhuma outra base de sustentação. Mais que fôlego, é preciso ter coragem para encarar uma aventura dessas.



verdade, conheço um amigo de uma entidade que me disse que assaltaram sua caixa térmica e levaram cerveja, mas não quer se identificar para não sofre represálias...
 
Stella medeiros em 17/06/2013 09:09:02
Onde estava o CREA e os Bombeiros para vistoriar os equipamentos do parque de diversões?
 
João Crisóstomo de Campo Grande - MS em 17/06/2013 07:47:41
Pois é, essas reclamações são feitas por quem tava acostumado a sugar o dinheiro público pra suprir suas "necessidades", nada mais justo, quer fazer? que pague por isso, faça um plano de negócios e ande com as próprias pernas, interessante essas "comunidades" se manifestarem, anonimamente, isso é pratica de quem não assumi o que diz. Estão mesmo é com saudade dos anos anteriores, despesas curtas e lucros aferidos a custo do dinheiro publico. pelo menos por enquanto isso acabou.
 
Joel Marques em 17/06/2013 07:27:49
é lamentável a clara desorganização... E mais ainda a falta de fiscalização, principalmente no que tange a estrutura do parque....
 
JOSAFA PEREIRA DOMINONI em 17/06/2013 06:42:41
eu que não vou numa montanha russa dessa, gosto de adrenalina, mas suicídio não, cadê o corpo de bombeiros para vistoriar isso!!!!
 
Patrícia Yoza em 16/06/2013 23:54:42
Então, mas o que ninguém cita é que os contratos das empresas que faziam todo o trabalho da festa de Santo Antonio, eram valores absurdos e estas mesmas empresas se recusaram a atender a nova gestão cobrando valores mais caros ainda .
Realmente não teve tempo hábil de procurar nova empresas, mas fui a festa e as pessoas que estavam nas barracas por contrário estavam bem animadas por sinal !!!
 
Sandra da Silva em 16/06/2013 22:18:40
Ha ha ainda bem que nao fui.
 
Alex Andre De Souza em 16/06/2013 22:18:38
Vai reclamar assim lá em Campo Grande! eita povinho chorão...
 
odevair de brito oliveira em 16/06/2013 20:13:13
Que perigo essa improvisação da montanha russa, instalada em cima de tocos. Será que vai ser preciso acontecer um acidente trágico para a mesma ser interditada?
 
MARCELLO MENDES em 16/06/2013 19:47:18
Que falta de consideração com os colaboradores do evento e com o público em geral,
pois até a instalação elétrica está pondo em risco pela precariedade ainda mais com a chuva, a todas as pessoas que la estão, trabalhando ou prestigiando.
O povo merece respeito.
 
Mirella Forti Cossignani em 16/06/2013 19:23:21
O campo-grandense continua a ser massacrado com as administrações municipais, acabamos de sair de uma administração do PMDB desastrosa, e aparece um prefeito eleito pelo povo com promessas enganosas, quando será que poderemos ter uma administração digna de elogios, pois a atual administração do Sr. Bernal só tem cometido atos desastrosos inclusive sendo difícil de acreditar, tamanho os absurdos cometidos, isso demonstra que o atual prefeito encontra-se totalmente perdido em sua administração caótica e desastrosa com os seus atos até então aferidos, com isso quem sofre como sempre é o povo!
 
Oscar Loureiro em 16/06/2013 19:15:45
É pessoal quem mandou votar nessa pessoa chamada Alcides Bernal. Esses sãos uns dos problemas devido ao mau voto. Esse ano não teve nem a famosa fogueira. Para ter uma ideia, a av. Julio de Castilho nem inaugurou e está esburacada. Mas, quem mandou votar nele, nós pagamos pelo pato. Aliás, nossa linda cidade, está a 6 meses abandonada. Da próxima vez, vote em quem faz, e não pela raiva.
 
leandro soares em 16/06/2013 18:46:08
VOTA NO BERNAL!!!! E OS BOMBEIROS, NÃO FISCALIZARAM ESSE PARQUE DOS HORRORES...AFF
 
leticiaa souza em 16/06/2013 18:11:09
Perai... Se a "estrutura de Montanha Russa foi montada em cima de tocos de madeira"... É sinal que não houve e não há aprovação da segurança pelo Corpo de Bombeiros militar. Cadê a fiscalização e o alvará? Quem autorizou errou e errou feio. Caso venha a ocorrer algum sinistro... Quem irá se responsabilizar?
 
Eduardo Semir em 16/06/2013 18:01:22
Eu também entrei e saí (inclusive com o carro) todos os dias para ajudar o pessoal de uma das barracas, e em momento algum pediram minha identificação ou sequer olharam para o veículo.
Além disso as pessoas estão correndo RISCO DE VIDA, pois a instalação elétrica está extremamente precária. Sou profissional da área há 30 anos, e fiquei de cabelos em pé ao ver, hoje pela manhã, extensões totalmente fora das normas e "nadando" nas poças de água.
As derivações de energia de diversas barracas foram feitas em local perigoso, próximo às estruturas das barracas, o que pode causar a energização da estrutura metálica e matar alguém ou, no mínimo, causar um incêndio...
CADÊ O ALVARÁ, PREFEITURA ? CADÊ A VISTORIA DOS BOMBEIROS ? A PREFEITURA É ISENTA ? A PREFEITURA ESTÁ ACIMA DA LEI ?
 
claudio fernandes em 16/06/2013 18:00:23
SE ALGUEM TIVER CORAGEM DE SUBIR NUM BRINQUEDO DESTE , NÃO TEM AMOR A PRÓPRIA VIDA, ISTO É UM LUGAR DE SUICÍDIO.
 
ely monteiro em 16/06/2013 17:31:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions