A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/03/2016 18:06

Erosão em margem de córrego aumenta após temporal na Ricardo Brandão

Ricardo Campos Jr.
Erosão aumenta em profundidade na Avenida Ricardo Brandão (Foto: Alan Nantes)Erosão aumenta em profundidade na Avenida Ricardo Brandão (Foto: Alan Nantes)
Água está minando no fundo da cratera (Foto: Alan Nantes)Água está minando no fundo da cratera (Foto: Alan Nantes)

O temporal aumentou a força da correnteza do Córrego Prosa e piorou a erosão entre o leito e o asfalto em frente à Uniderp, na Avenida Ricardo Brandão. O buraco foi aberto durante o temporal do dia 2 de março e até esta segunda-feira (14), doze dias após o incidente, não recebeu qualquer tipo de manutenção.

A água começou a minar dentro da fenda, dando indícios de que a borda de terra não deve agüentar por muito tempo

O buraco tem em torno de seis metros de profundidade e cinco de extensão, tendo alcançado um poste de iluminação que pode vir abaixo se não houver qualquer tipo de intervenção por parte do poder público.

O Campo Grande News entrou em contato com a prefeitura, mas até a publicação desta reportagem não houve retorno. Anteriormente, o município havia informado que estava monitorando o local.

Temporal – A Defesa Civil registrou 39 milímetros de chuva no Córrego Prosa nesta tarde, índice que perde apenas para o registrado no Segredo, de 55,50 milímetros. Nesse local, a água invadiu a pista e arrastou o carro de Marcos Lima Maciel, 31 anos.

Ele tentou enfrentar a enxurrada e teve o carro arrastado por 30 metros. “Só eu que fui louco de atravessar isso aí”, disse bastante transtornado com o incidente. O veículo, modelo Palio, só parou ao atingir um caminhão estacionado na via.

O condutor contou com a ajuda de militares do Exército e de uma equipe do Corpo de Bombeiros para sair do automóvel. Ele não teve ferimentos. Embora o alagamento já tenha acabado, a correnteza continua forte no local.

No Centro, vários bueiros transbordaram. Somente na Rua Rio Grande do Sul o problema foi constatado em dois pontos: no cruzamento com a Avenida Mato Grosso e na esquina com a Rua Pernambuco.

Em vários locais a água chegou a atingir a calçada, como foi o caso da Avenida Coronel Antonino, onde uma motociclista não conseguiu pilotar a moto em meio à enxurrada e teve que empurrá-la.

Índices - Na Avenida Ernesto Geisel, perto do Shopping Norte Sul, foram registrados 14 milímetros de precipitação; no bairro Alphaville, 29,375 milímetros; no Santo Antônio, 20,50 milímetros; na UCDB, 10,20 milímetros; no Vilas Boas, 8 milímetros; nas Moreninhas, 3,75 milímetros e no bairro Universitário, 2 milímetros.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions