A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/09/2012 23:20

Especialistas defendem decisão de punir Google por não retirar vídeos

Nyelder Rodrigues, com informações do IDG Now

Após a polêmica gerada com a decisão da Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul de prender o diretor geral do Google Brasil, Fábio Coelho, advogados especializados na área foram ouvidos pelo site IDG Now, especializado em tecnologia.

Os entrevistados defenderam a decisão. Entre eles, o especialista em Direito Digital do escritório Patricia Pecl Pinheiro, Leandro Bissoli. Para ele, a decisão não ser tida exagerada, como indicou o membro do Comitê Gestor da Internet, Sérgio Amadeu.

“Essa é a linha para que as pessoas estejam sendo prejudicadas tenham esse respaldo jurídico. Esses casos tiveram grande repercussão, mas temos centenas de outros casos em que os provedores não retiram o conteúdo. Penso que com essa decisão o juiz fica com um pulso mais firme para casos do tipo”, comenta Bissoli em entrevista ao ID Now.

Outro que o IDG Now conversou e defende essa linha de pensamento é o advogado especializado em direito eletrônico Renato Opice Blum. “A decisão não pode ser vista como um exagero. Acho que isso demonstra que a legislação deve ser respeitada, cerca ou errada, e mostra que os procedimentos estão sendo cumpridos de forma adequada”, explicou.

Continuidade do processo- Mesmo que o vídeo seja retirado do ar pelo Google, o que os dois entrevistados crêem que deva acontecer, o processo contra o executivo Fábio Coelho seguira existindo. Porém, é mais provável que a pena seja convertida em medidas brandas, como pagamento de multa.

Por descumprir decisão do TRE/MS, diretor do Google é detido em SP
Por determinação do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral), o diretor geral do Google Brasil, Fábio José Silva Coelho, foi detido nesta quarta-feira pe...
PF aguarda Justiça Eleitoral de SP para prisão de diretor do Google
O mandado de prisão expedido pela Justiça Eleitoral de Campo Grande contra o diretor do Google já está com a PF (Polícia Federal) de São Paulo. No en...
Notificada, Embratel diz que vai cumprir decisão sobre acesso ao YouTube
A assessoria de imprensa da Embratel informou que foi notificada nesta terça-feira (25) pela Justiça Eleitoral e deve vetar o acesso ao site de vídeo...


depois da eleiçao este video nem sera visto mais. e o bernal prefeito.
 
janilson cavalcante em 22/10/2012 21:09:01
tem que ser assim mesmo, neste brasil nada se cumpre de uma boa, se fosse um trabalhador do campo tava preso, mas como é um diretor de uma google, tinha que levar uma multa milionaria e prestar serviço pra sociedade, limpar escolas, pintar meio fio e muito mais por não cumprir uma ordem judicial, pelo jeito que o brasil caminha daqui uns dias um juiz de direito falando e ordenando e mesma, já sabe
 
josé claudio de paula em 27/09/2012 09:04:20
O Bernal e porcario e o trabalhador que vai preso? Este mundo virado.
 
wan vieira em 27/09/2012 07:20:29
Falta entendimento entre advogados e juizes de como funciona o internet. Para começar, é quase impossivel vigiar um site como youtube, e segundo, se tirado do ar um video, ele logo aparece de novo. Estes homens da lei devem aprender ir atras de quem divulga o material, em vez de ir atras onde esta sendo divulgado. Em caso de pichação, se vai atras do pichador, não atras do dono do muro!
 
Marcos da Silva em 26/09/2012 11:53:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions