A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/08/2013 12:36

Estelionatário engana dono de pousada com nome e depósito falso de R$ 1,5 mil

Graziela Rezende

O proprietário de uma pousada localizada no centro do Rio Brilhante, a 163 quilômetros da Capital, compareceu a delegacia neste sábado (10), para informar que foi vítima de estelionato. Sem apresentar documentos, um jovem de 20 anos permaneceu no local por 8 dias e fez um falso depósito no valor de R$ 1,5 mil para pagar a sua estadia.

Assim que chegou a pousada, na rua Mohamed Alle, Alexandre Chrystian Padilha, 20 anos, se apresentou como sendo Alexandro Rodrigues dos Santos. No dia 2/8, ele informou que iria pagar mensalmente a pousada, já que a diária ficaria muito onerosa.

Na ocasião o golpista pediu o número de uma conta bancária para efetuar um depósito adiantado de dois meses, porém que deveria ser do Bradesco. A vítima, que possuía apenas contas no Banco do Brasil, pediu a outro comerciante para receber o dinheiro em sua conta e depois repassar a ele.

Alexandre fez um falso depósito no caixa automático, no valor de R$ 1,5 mil. Antes da confirmação, o amigo da vítima sacou o dinheiro e entregou para o dono da pousada. O golpista ficou na pousada até às 6h do dia 5/8, dizendo que ficaria alguns dias fora. O dono da pousada decidiu abrir o quarto, com a ajuda de um chaveiro e não encontrou nenhum pertence apenas tickets de compras com o verdadeiro nome de Alexandre.

E no mesmo momento o amigo do dono da pousada constatou que o envelope estava vazio. Por isso, ele decidiu registrar a ocorrência e lá ficou sabendo que o golpista inclusive é conhecido pela polícia, de apelido “Macarrão”. O caso é investigado.

EMHA suspende atendimento ao público para capacitação de funcionários
O atendimento ao público será suspenso nesta sexta-feira (15) na EMHA (Agência Municipal de Habitação). Segundo a assessoria de comunicação da prefei...
Homem tem casa invadida, pula muro para fugir de ladrão e quebra o pé
Homem de 29 anos quebrou o pé após pular o muro do sobrado onde mora para fugir de ladrões, na noite de ontem (13), na Rua Canavieiras, na Vila Plana...


Deixe ver se entendi; o acusado de estelionatário Alexandre, fez um depósito na c/c de um amigo da vitima e esse SACOU a quantia em dinheiro e a REPASSOU a vitima. O golpista diz que ia sair por uns dias e com isso o dono da pousada aproveitou p abrir, invadir o quarto do rapaz pra fazer num sei o que? Na estória aparece um envelope q ao abri-lo estava vazio. Ué? E o dinheiro sacado que foi entregue ao queixante? Só se seu amigo sacou um envelope lacrado no cx e o entregou, mas q ao abrir estava vazio...Outra: será que, na ausência do hospede, é habitual a invasão de quartos por esse comerciante?
 
samuel gomes-campo grande em 10/08/2013 17:14:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions