A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/03/2014 17:51

Estudante é condenado a 14 anos de prisão por matar jovem durante racha

Filipe Prado
Ryan foi condenado a 14 anos de prisão (Foto: Arquivo)Ryan foi condenado a 14 anos de prisão (Foto: Arquivo)

Foi condenado a 14 anos de prisão, por homicídio qualificado, o universitário Ryan Douglas Wehner Vieira, 21 anos. Em uma disputa de racha, o jovem, que estava bêbado, matou Marcos Vinicius Henrique de Abreu no dia 31 de março do ano passado.

De acordo com a sentença do juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, Ryan foi condenado por homicídio qualificado, pela morte de Marcos, e tentativa de homicídio qualificado, pois Letícia Souza Sant, então namorada da vítima, também estava dentro do carro atingido.

Caso - A disputa entre os veículos começou no cruzamento das avenidas Afonso Pena e Duque de Caxias. Alguns metros depois, houve o acidente que envolveu ainda mais dois automóveis.

O Polo acabou batendo em um poste, derrubando-o. O carro partiu ao meio e Marcus morreu horas depois na Santa Casa. A namorada dele, que também estava no automóvel, quebrou o braço esquerdo e ficou quatro dias internada.

Ryan foi autuado em flagrante e já teve o pedido de liberdade provisória negado. 

Estudante envolvido em racha na Duque de Caxias será julgado na 2ª feira
Acusado por participar de um racha na Avenida Duque de Caxias, em março do ano passado, o estudante Ryan Douglas Wehner Vieira vai à julgamento na se...
Após batida de carro, testemunhas acusam jovem de fazer “racha”
Um acidente entre dois veículos próximo do centro de Campo Grande pode ter sido causado por um “racha”, segundo testemunhas. Ninguém ficou ferido, ma...


Ok, sentença dada. Porém quando a emoção toma conta do corpo, mente e até da alma, nos tornamos heróis (muitas vezes heróis de ferro), pessoas corajosas e inclusive imortais. Seja essa emoção boa ou ruim, por tristeza ou alegria, ou até mesmo motivada por algum tipo de droga, seja ela licita ou ilícita. Esse jovem vai pagar sua culpa perante a “sociedade”, o outro pagou com a vida. Mas esse não foi de todo culpado, o outro foi culpado tanto quanto. Fico triste pela família que deve estar sofrendo, principalmente pelos pais. Cabe a cada um de nós seres humanos, escolher se deseja seguir o que é certo ou errado, passar ensinamentos para os filhos, mas nunca julgar ou apontar, pois a justiça está até então aí para isso!!! Até porque não sabemos se estaremos do outro lado: na cadeira do RÉU.
 
Gislaine Brito de Almeida em 11/03/2014 11:48:15
Negou até o ultimo segundo hein?
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 11/03/2014 08:17:27
parabens a justiça, só que daqui a alguns meses já vai estar solto esse marginal, mas aproveita pra tirar racha na cadeia porque lá vai precisar.kkkkkkkkkkkkk
 
fabiano santos em 11/03/2014 08:05:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions