A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

31/08/2018 12:20

Ex-funcionário é suspeito de furtar R$ 100 mil de loja do shopping

Assaltantes arrombaram C&A na madrugada do dia 16. Celulares, dinheiros e produtos de cosméticos foram recuperados

Geisy Garnes
Celulares recuperados pela Derf (Foto: Polícia Civil)Celulares recuperados pela Derf (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil identificou os autores do furto contra a loja da C&A no shopping Campo Grande - no dia 16 deste mês. Foram levados R$ 100 mil em produtos e dinheiro. Um dos envolvidos - que é ex-funcionário da loja - afirmou à polícia que cometeu o crime após ser “demitido injustamente”. Parte dos equipamentos levados pela dupla foram recuperados.

 De acordo com o delegado Fábio Brandalise, responsável pela investigação do caso, os suspeitos - identificados como Murillo Zambrana e Braz Alexandre Aquino, de 28 e 18 anos - foram encontrados nesta quinta-feira (30), na casa em que moravam no bairro Guanandi. No local, os policiais encontraram parte dos produtos furtados da loja.

Cosméticos comprados com dinheiro furtado da loja (Foto: Polícia Civil) Cosméticos comprados com dinheiro furtado da loja (Foto: Polícia Civil)

Foram recuperados 17 aparelhos de celular, cerca de R$ 8 mil e outros R$ 50 mil em cosméticos e equipamentos eletrônicos comprados o dinheiro levado da loja. Na delegacia, os suspeitos confessaram o crime.

Em depoimento, Murillo alegou que é ex-funcionário da C&A, mas resolveu furtar a loja após ser demitido injustamente. “Encontramos caixas de celular vazias, porque eles venderam alguns. Os cosméticos eles compraram com o dinheiro furtado para revender”, explicou o delegado.

Uma das âncoras do shopping, a C&A é um dos pontos de venda que tem acesso para o pátio do shopping, na saída para a rua Paulo Coelho Machado. As câmeras de segurança flagraram o crime. Segundo a polícia, os suspeitos levaram cerca de R$ 100 mil da loja.

A dupla responde em liberdade pelo crime de furto qualificado e é investigada por lavagem de dinheiro. Equipes da Derf continuam as buscas pelos produtos já vendidos pelos suspeitos.

Suspeitos foram indiciados por furto qualificado (Foto: Polícia Civil)Suspeitos foram indiciados por furto qualificado (Foto: Polícia Civil)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions