A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

11/04/2019 13:37

Ex-pastor que quase matou rapaz em incêndio já raspou cabelo da esposa

Suspeito que desapareceu do local raspou o cabelo da mulher em brigas, segundo moradores. Vítima ficou em estado grave.

Ronie Cruz
Casa ficou completamente destruída e proprietário diz que vai demolir imóvel (Foto: Ronie Cruz)Casa ficou completamente destruída e proprietário diz que vai demolir imóvel (Foto: Ronie Cruz)

O homem identificado como José Ronaldo Amorim Lopo de Almeida, suspeito de incendiar uma casa com um rapaz de 28 anos dentro, na região do Jardim Zé Pereira, foi pastor e chegou a raspar o cabelo da mulher por ciúmes, segundo vizinhos do casal.

A casa ficou completamente destruída, na madrugada de quarta-feira (10). O rapaz que teve 72% do corpo queimado está internado grave na Santa Casa e ainda levou três facadas no atentado, segundo o proprietário do imóvel, que era alugado.

Na manhã desta quinta-feira (11), Manoel Francisco, 59, tentava salvar o pouco que restou do que não foi atingido pelas chamas. Ele disse alugava o imóvel para o casal há 1 ano e seis meses e estima um prejuízo de R$ 50 mil. “Ele [José] já foi pastor de igreja e trabalhava como marceneiro. Quando ele apareceu com a mulher querendo alugar a casa não demonstrou nenhum comportamento suspeito”, confirmou Manoel.

Os inquilinos desapareceram com os dois filhos menores após o incêndio deixando imóveis e roupas para trás. “Vou jogar tudo fora e demolir a casa. Ele [o suspeito] não atende, deletou todas as redes sociais. Isso foi premeditado. Não foi de uma vez”, acrescentou o proprietário.

Imóveis, roupas e eletrodomésticos destruídos foram colocados para fora após sumiço de moradores (Foto: Ronie Cruz)Imóveis, roupas e eletrodomésticos destruídos foram colocados para fora após sumiço de moradores (Foto: Ronie Cruz)

Manoel disse que o carro da vítima Wilkisonn Danillo Barbosa Figueiredo, 28 anos, ainda estava com a chave no contato do lado de fora quando quando o marido da mulher chegou e topou os dois na residência. Nem ele nem os vizinhos sabem afirmar se o suspeito flagrou a mulher tendo relações com Wilkisonn. Vizinhos pularam o muro e retiraram o rapaz de sunga e ensanguentado da casa em chamas, conforme testemunhas.

O proprietário do imóvel acredita que o autor tenha usado um galão de cinco litros de thinner, um líquido inflamável, para incendiar a casa e o rapaz. Moradores dizem que tentaram apagar as chamas e chamaram os bombeiros que chegaram cerca de 30 minutos depois, mas o fogo já havia consumido a casa. O imóvel fica nos fundos de um terreno e divide o espaço com o outra casa que fica na frente.

Marcas de sangue ficaram na calçada da entrada da casa (Foto: Ronie Cruz/)Marcas de sangue ficaram na calçada da entrada da casa (Foto: Ronie Cruz/)

Uma vizinha que prefere não ter a identidade revelada disse que as brigas do casal eram frequentes. “Eu sempre escutava ela pedindo ‘socorro’ e ‘pelo amor de Deus’. Sempre que ele batia nela ele cortava o cabelo dela ‘de faca’. Até que ele raspou tudo. Domingo ela passou aqui em frente usando touca”, afirmou a vizinha. “Em uma das brigas ele falava assim: - Eu não vou te matar. E as crianças, um casalzinho pequeno, ficavam chorando. Até que na quarta de madrugada a gente ouviu ela pedindo socorro e começou a vir fumaça de lá”, relatou a mulher.

Os vizinhos falam que nunca viram Wilkisonn na casa. Eles dizem que em uma das brigas do casal ouviu o José dizer para a mulher pegar os filhos e ir embora. “Os filhos deles viviam uma vida conturbada. Agora é estranho. Eles sumiram do nada depois do que aconteceu”, disse outro morador que também prefere se manter anônimo.

Até a publicação desta reportagem o suspeito ainda não havia sido localizado.

Roupas e vasilhas espalhadas na entrada da casa incendiada na madrugada de quarta-feira (10). (Foto: Ronie Cruz)Roupas e vasilhas espalhadas na entrada da casa incendiada na madrugada de quarta-feira (10). (Foto: Ronie Cruz)

Incêndio - Policiais do Batalhão de Choque faziam rondas na região, quando foram acionados por moradores dizendo que uma casa estava pegando fogo na Rua José Barbosa Rodrigues, no Residencial Búzios, região do Jardim Zé Pereira, em Campo Grande. Os militares, então, foram até o imóvel e encontraram a vítima caída no chão no corredor que dava acesso à residência tomada pelo fogo. O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas.

Mesmo ferido, Wilkisonn relatou que conversava com a inquilina, quando o marido dela apareceu e o agrediu, jogou um liquido inflamável em seu corpo e ateou fogo no imóvel. Na sequência, a vítima perdeu a consciência. Ao acordar, percebeu que estava trancado dentro da casa pegando fogo. A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros à Santa Casa.

Os vizinhos relataram ainda que duas crianças e a mulher estavam no local, mas os três não foram localizados. O suspeito também não foi encontrado. As testemunhas contaram à polícia que o casal vivia em conflito e que o marido da jovem, identificado José Ronaldo Amorim Lopo de Almeida é muito ciumento.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions