ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Ex-prefeito de Maracaju se apresenta à polícia e está preso em delegacia

Maurílio Azambuja teve pedido de revogação da prisão negado

Por Clayton Neves, Mirian Machado e Helio de Freitas | 24/09/2021 21:09
Ex prefeito de Maracaju, Maurílio Azambuja segue foragido. (Foto: Divulgação)
Ex prefeito de Maracaju, Maurílio Azambuja segue foragido. (Foto: Divulgação)

Se apresentou à polícia na noite desta sexta-feira (24), em Campo Grande, o ex-prefeito de Maracaju, Maurílio Azambuja (MDB). Acompanhado de um advogado, ele foi até a sede do Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado) e de lá, fez exame de corpo de delito e foi transferido para a carceragem da 3ª Delegacia de Polícia Civil da Capital, no Bairro Carandá Bosque.

“Está confirmado. Ele foi apresentado e vai prestar depoimento na segunda-feira”, disse o advogado de Maurílio, Rodrigo Dalpiaz. Ele não adiantou nenhum detalhe da tese de defesa do ex-prefeito.

Maurílio teve pedido de revogação da prisão temporária negado pela Justiça na tarde de hoje. Ele é investigado pelo desvio de R$ 3 milhões do erário municipal e estava foragido desde a Operação Dark Money, deflagrada na quarta-feira (22) pelo Dracco. Dos 7 mandados de prisão expedidos, apenas o de Maurílio não tinha sido cumprido.

Durante a operação também foram presos Daiana Cristina Kuhn, Iasmin Cristaldo Cardoso, Pedro Everson Amaral Pinto, Fernando Martinelli Sartori e Moisés Freitas Victor. Os três últimos foram ouvidos ontem (23), na sede do Dracco, no entanto, disseram que só prestarão informações em juízo. Já as duas mulheres seriam ouvidas nesta sexta-feira.

A operação investiga desvio de pelo menos R$ 23 milhões em dinheiro público através de conta bancária “fantasma” utilizada em 2019 e 2020, nos dois últimos anos da administração do ex-prefeito Maurílio Azambuja (MDB).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário