A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/11/2012 14:17

Falta de energia tumultua a prova do Enade em Campo Grande

Paula Maciulevicius
Confusão que se formou nos portões de entrada da Uniderp com a falta de energia. (Foto: Cristina Ramos)Confusão que se formou nos portões de entrada da Uniderp com a falta de energia. (Foto: Cristina Ramos)

Portões que abriram com o prédio sem energia, acadêmicos esperando 1h por respostas, não às questões, mas sim a dúvida se fariam ou não o Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) de 2012.

O que era para ser um exame tranquilo se transformou em confusão na Uniderp, em Campo Grande, um dos locais de prova. Com 1h sem energia, já dentro das salas, os acadêmicos foram liberados, com a promessa de que não seriam prejudicados. Mas a luz voltou e parte dos estudantes acabou respondendo às provas.

“Não tinha energia. Voltou faltavam cinco minutos para uma da tarde. O fiscal disse que o MEC autorizou liberar a gente e então eles começaram a liberar. Depois voltaram dizendo que ia ter a prova. Como uns já tinham ido embora, eles disseram que o MEC não vai prejudicar ninguém” relata o estudante de Recursos Humanos, Elder Santos, 22 anos.

A estudante de Logística Bruna Neves, 21 anos, resume toda a situação em uma só palavra. “Bagunça. A energia acabou, a gente já entrou sem energia e antes de voltar eles foram liberando e depois queria que a gente voltasse. E agora a gente vai ficar sem nota? Vamos ser prejudicados por um problema deles? É uma completa falta de organização”, desabafa.

No último ano de Administração, Laura Baez, 22 anos, conta que eles informaram nas salas que quem quisesse assinar e sair estava dispensado. “Acabou a energia e não teve a prova. A gente ficou sem luz, sem ventilador, sem nada, só esperando. Eles disseram que quem quisesse assinar e sair podia fazer isso. É um absurdo isso, ainda mais que a gente teve que esperar 50 minutos. Quem sai prejudicado é a faculdade”, comenta.

Estudante Sérgio Matos questiona quem vai sair prejudicado, se são os alunos ou as faculdades. (Foto: Paula Maciulevicius)Estudante Sérgio Matos questiona quem vai sair prejudicado, se são os alunos ou as faculdades. (Foto: Paula Maciulevicius)

O questionamento maior é o que vai ser dos acadêmicos que apenas assinaram a folha de respostas. “A gente saiu, alguns ficaram, mas nem o supervisor sabia dizer, ninguém sabe se o MEC vai cancelar, se vão nos dar outra prova. Estamos bem sem informação. Está pior que o Enem”, comentou a estudante de Logística, Larissa Menezes, 21 anos.

Com o tumulto da falta de energia, outro problema veio à tona. Os acadêmicos que estão perto de se formar contaram que os portões da universidade, que deveriam abrir 1h antes do início da prova, abriram apenas 11h45.

“Eles abriram 11h45, sendo que era para ter aberto as 11h. Entramos estava tudo escuro, não tinha como enxergar, a prova que deveria ter começado 12h, era 1h, não tinha nem chegado”, disse o estudante de Gestão Financeira, Sérgio Matos, 40 anos.

Ele fala que apenas assinou e saiu da sala, mas com a dúvida se poderia ser prejudicado. “Questionei e eles disseram que não. Mas e o curso?”, completa.

E no meio de tanto entra e sai, um estudante relatou que chegou atrasado, passou pelo portão, entrou na sala e conseguiu responder a prova. O acadêmico disse ter visto demais estudantes discutindo porque quando chegaram o portão já estava fechado, mas passou ‘batido’ pelos fiscais e adentrou à sala.

“Eles abriram uma exceção. Estava a maior bagunça, fingi que já tinha entrado. Algumas salas tinham luz, outras não. Este exame não serve para nada. Não tem confiança e nem credibilidade”, questionou.

A Enersul informou que o problema foi dentro da universidade. A equipe da concessionária de energia chegou a ser acionada, mas constatou que se tratava de uma questão interna, da estrutura do prédio.

O Campo Grande News tentou contato com a assessoria de imprensa do Inep, mas não foi atendido em nenhum dos três telefones disponíveis.

Enade - O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes avalia o rendimento dos alunos dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos programáticos dos cursos em que estão matriculados. O exame é obrigatório para os alunos selecionados e condição indispensável para a emissão do histórico escolar. A primeira aplicação ocorreu em 2004 e a periodicidade máxima com que cada área do conhecimento é avaliada é trienal.

Enade será aplicado neste domingo a 23 mil universitários de MS
Com 23 mil estudantes inscritos em Mato Grosso do Sul, de um total de 587,3 mil no País, vai ser aplicado hoje o Enade (Exame Nacional de Desempenho ...
Enade será aplicado no próximo domingo para 587 mil alunos em todo o país
O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) deste ano será aplicado a 587,3 mil alunos que estão concluindo o ensino superior. A prova será ...


Infelizmente, participei desse tumulto, após esperar mais de 40 minutos para abertura dos portões ainda tivemos que entrar todos juntos, sem nenhuma organização. Após encontrar as salas, nos deparamos com a escuridão total, sem nenhuma ventilação, ficamos mais de 30 minutos sem nenhuma informação. Na minha sala uma moça gestante acabou passando mal por causa do calor e também por conta das discussões e confusões nos corredores. A água estava completamente quente nos bebedouros. Muitos alunos desistiram de fazer as provas e assinaram a presença e o cartão de respostas em branco. Eu não sei se fiz bem, porque fiquei para fazer a prova mais não consegui me concentrar nas respostas, então com certeza meu desempenho foi totalmente prejudicado. Fica aqui o registro da minha total indignação.
 
Daniele Dettmer em 26/11/2012 11:59:43
Foi uma total falta de respeito com nós, e agora a nossa faculdade(FGC/FACSUL) e as demais será prejudicada na nota?
 
luciane pagani em 26/11/2012 10:21:36
E agora? Os alunos que assinaram a prova e foram dispensados pelo fiscal, como é que fica? Isso é uma vergonha, tanta falta de organização. E aí UNIDERP? Qual a providência que será tomada? Uns fazem a prova, outros não, gente entrando depois do horário? Minha filha se forma este ano. Como é que vai ficar?
 
Katia Medeiros em 26/11/2012 10:07:13
Na verdade esse problema de falta de luz, ja virou rotina.......quase todo dia fica oscilando a energia e ja teve caso de não ter aula por esse motivo....
 
Fernando Guerra em 26/11/2012 08:23:46
OLHA ISSO AI NÃO TA ME CHEIRANDO NADA BEM! SEI NÃO! ACHO QUE VAI DAR ...
 
angela alencar em 25/11/2012 20:37:05
Isso foi uma falta de respeito com todos nós acadêmicos... os fiscais que estavam na minha sala, não deixaram ninguém sair da sala, agente tinha que permanecer em silêncio, perguntavamos o que estava acontecendo, por que estava tudo escuro, por que não tinha começado a prova ainda.... nenhum deles sabiam responder. Ainda por cima queriam dar bronca na gente, dizendo que agente estava com falta de respeito com eles, isso tudo foi um absurdO...
Ontem a UNIDERP recebeu o troféu de melhor universidade de CG, como Mérito Lojista 2012, e hoje nós chegamos para fazer prova e nem energia tinha, que falta de consideração com os acadêmicos, aonde está a melhor universidade... isso é um absurdo!!!
 
KAREN RUANA em 25/11/2012 20:27:16
Literalmente bagunça total! muita gente na rua no sol os portões fechados, abriu as 11:45 e fechou faltando alguns minutos prejudicando ainda mais os acadêmico, queremos uma solução não podemos ser prejudicados por falta de organização.
 
Elen Cristine Fernandes da Silva em 25/11/2012 19:32:45
Esse "ENADE" é a maior furada(como a maioria das coisas no Brasil!)! 1º por ser obrigatório e se o aluno não fizer sai prejudicado. 2º tem muito aluno que se mata de estudar fora da instituíção e tem nota alta, isso não significa que a instituíção esta dando um bom ensino e local adequado. 3º mesmo após avaliação da mesmo não muda em nada o sistema de ensino é só para inglês ver!
 
Alexandre de Souza em 25/11/2012 18:19:21
Que bagunça que foi esse exame ... Como se não bastasse a bagunça, muito estranho a energia ter acabado, demorado uma hora para voltar e ainda alegarem ser "um problema interno..." Humm, sei não hein, ai tem!!
 
Gleici Souza em 25/11/2012 17:52:56
ENADE 2012
 
Edgar Nazareth em 25/11/2012 15:58:41
Fui o primeiro a sair da faculdade, eles disseram que podíamos assinar a lista de presença e ir embora, a partir de então não tive nenhuma informação de que havia a possibilidade de a prova ser dada. Espero que eu não saia prejudicado nessa. Pura falta de organização.
 
Édipo Galvanini em 25/11/2012 15:15:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions