A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

31/07/2013 11:49

Falta “mão de obra” criminosa e bandidos recrutam comparsas de outros Estados

Aliny Mary Dias e Graziela Rezende
Delegada explica que ações com bandidos de fora do Estado aumentaram (Foto: Pedro Peralta)Delegada explica que ações com bandidos de fora do Estado aumentaram (Foto: Pedro Peralta)

A escassez de “mão de obra” criminosa é apontada como um dos motivos da vinda de pessoas de outros Estados que cometem crimes em Mato Grosso do Sul. A tese é defendida pela delegada Maria de Lourdes Cano, titular da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos), que tirou de circulação ao menos cinco quadrilhas especialistas neste ramo, nos últimos meses.

Segundo a delegada, as prisões de fugitivos de outros Estados envolvidos em roubos e furtos de veículos aumentaram nos ultimes meses em Campo Grande. Em geral, os crimes são orquestrados por detentos do presídio de Segurança Máxima da Capital.

“Devido as prisões, a ‘mão de obra’ ficou escassa e com isso os detentos inovaram e começaram a recrutar bandidos de outros Estados para atuar nos crimes em Mato Grosso do Sul”, explica Maria de Lourdes.

A delegada afirma ainda que os crimes são considerados graves porque os bandidos mantêm as vítimas em cativeiro enquanto o veículo é levado para fora do Brasil pela fronteira com o Paraguai ou Bolívia.

A falta de bandidos para concluir as ações acaba gerando medidas extremas por parte dos assaltantes. “Por falta dos bandidos, eles até dopam as vítimas para ficar no cativeiro”, diz a delegada, ressaltando que este seria o destino do idoso, vítima de uma quadrilha presa no dia 16/07, caso a polícia não interrompesse a ação criminosa.

Segundo a polícia, a última prisão com integrantes de outros Estados ocorreu no dia 16 de julho quando três homens foram detidos enquanto abordavam um homem de 60 anos que trabalha com frete de caminhão. Dos três presos, dois deles vieram de Goiás para praticar os crimes na Capital.

Quadrilha é presa tentando furtar caminhão baú para vender no Paraguai
Uma quadrilha foi presa em flagrante tentando roubar um caminhão baú, em Campo Grande. O carro, segundo a Polícia, seria vendido no Paraguai. Com a p...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


FALOU TUDO ROSA!!
 
RAFAEL ALVES em 31/07/2013 13:06:04
Sou da opinião que devemos barrar essa entrada já na divisa do estado com o resto do Brasil!Somos fronteira devemos peneirar quem vem pra cá!Pelo menos tentar fazer isso.
 
Rosa Marlene da Silva em 31/07/2013 12:48:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions