A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2019

10/05/2017 11:13

Família diz que motorista de acidente não esquece imagem de bebê morto

Rafael Ribeiro
imagem de Sérgio Xavier Neto e drama de pai no momento do acidente ainda comovem condutor bêbado (Foto: Reprodução)imagem de Sérgio Xavier Neto e drama de pai no momento do acidente ainda comovem condutor bêbado (Foto: Reprodução)

Familiares do homem de 44 anos que se envolveu no acidente em que o bebê Sérgio Augusto Barbosa Xavier Neto, de oito meses, dizem que ele está abalado com o ocorrido e não consegue se esquecer da imagem da criança morta e sangrando após bater a cabeça no para-brisa, na madrugada do último domingo (7), no Santo Amaro, região oeste de Campo Grande.

“Ele está chocado desde que descobriu não ser só mais um acidente de trânsito”, disse uma familiar do acusado, por telefone, ao Campo Grande News.


Segundo essa parente, que afirma ter acompanhado todo o ocorrido, o motorista estava pronto para arcar as conseqüências de dirigir bêbado quando houve a colisão.

“Só não dava para contar com uma criança morta. A coisa toda mudou, só se passa a pensar no pior, o que acarretará depois. Todo mundo se envolve em batidas (de carro), já aconteceu antes, mas nunca com morte, com bebê ferido. É um trauma”, completou.

Conduzindo um Pálio na ocasião, o homem foi indiciado por dirigir bêbado, pagou fiança de um salário mínimo (cerca de R$ 950) e responderá o processo em liberdade. Segundo seus familiares, ele não quer dar entrevistas e está sendo preservado. “Há confusão. As pessoas podem achar que a culpa foi dele. Melhor não se expor”, apontou.

Acusação – Pai do bebê e motorista do Fiat Uno, Sérgio Augusto Barbosa, 25 anos, também responde ao processo por homicídio culposo (quando não há intenção) em liberdade após pagar fiança de cinco salários mínimos, cerca de R$ 5 mil.

Segundo o laudo preliminar da perícia, Barbosa continha 0,76 miligramas de álcool por litro de sangue. A quantia é compatível ao consumo de cerca de quatro latas de cerveja do tamanho padrão.


Conforme a Polícia Civil, Barbosa tinha como passageiros no veículo a esposa, que levava o bebê no colo, e a outra filha do casal, de 9 anos.


O motorista saiu da Rua Palestina e fez uma conversão na contramão para entrar na Yokohama, quando bateu de frente com um veículo Palio, conduzido pelo homem de 45 anos, que também estava bêbado.


O condutor do Palio seguia com mais quatro pessoas. Um dos passageiros de 17 anos, que estava sentado no banco de trás, sofreu ferimentos no maxilar.


A mulher de Barbosa e a filha sofreram ferimentos leves e foram socorridas pelos moradores à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida. O bebê morreu. Ele estava no colo da mãe no banco da frente e bateu a cabeça no para-brisa. Sérgio também ficou ferido e foi para uma unidade de saúde. Os dois motoristas foram presos em flagrante. Eles fizeram o teste do bafômetro e o resultado foi positivo em ambos os casos.


Testemunha contou à polícia que Barbosa fugia em alta velocidade porque havia batido em outro veículo e era perseguido pelo condutor, quando se envolveu na colisão com o Palio. No carro dele, foi encontrada uma lata de cerveja vazia. Não há informação do automóvel que perseguia o Fiat Uno antes da colisão.


A reportagem tentou conversar com Barbosa, mas seu telefone estava desligado até a conclusão deste texto. Outr5os familiares dele se recusaram a dar declarações.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions