A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/08/2011 20:55

Família vive drama; proprietária põe idosos na rua e manda demolir casa

Ana Paula Carvalho

Pertences da família de idosos foram deixados na calçada e só foram recolhidos graças à solidariedade de vizinhos

Dona Eunice não tinha para onde ir, após ser despejada. (Fotos: Pedro Peralta)Dona Eunice não tinha para onde ir, após ser despejada. (Fotos: Pedro Peralta)
Pertences da família ficaram espalhados pela calçada.Pertences da família ficaram espalhados pela calçada.

Eunice Ferreira da Silva, 53 anos, morava com o marido Deodato Leiva, de 71 anos, e a filha Bruna da Silva Leiva, de 22, háa mais de seis anos em uma casa na rua Brigadeiro Machado, na Vila Jacy. Hoje eles foram despejados pela proprietária da residência.

O problema é que eles vivem com o salário mínimo que Deodato recebe da aposentadoria e com alguns “trocados” que ainda consegue com a venda de material reciclável recolhido das ruas.

De acordo com a dona Eunice, a proprietária pediu que eles saíssem do local em até quatro meses, mas há aproximadamente 15 dias ela encostou um caminhão em frente da casa e recolheu toda a mudança da família.

“Eles foram levados para um terreno próximo ao córrego (Rio Anhanduí) e deixados com a mudança embaixo de uma árvore, no relento”, diz a vizinha Lucimara Alves Sanches, 39 anos.

“Ficamos oito dias lá. Ainda bem que não choveu”, diz Eunice, resignada.

Na última quinta-feira (18) eles voltaram para a casa. Hoje pela manhã a proprietária do local e o irmão dela demoliram a residência. Mal deu tempo da família retirar os pertences de dentro da residência.

“Chegava a doer o coração de ver aquele rapaz quebrando tudo e o seu 'Dato' tirando as coisas”, relata Vilmar César da Cruz, de 39 anos. Ele mora em frente à casa onde morava dona Eunice.

Solidariedade - Os moradores da região se sensibilizaram e passaram o dia todo correndo atrás de ajuda para a família. Eles conseguiram contato com a SAS (Superintendência de Assistência Socioeducativa) que os levou para o Cetremi (Centro de Triagem e Apoio ao Migrante), onde ficarão albergados e receberão apoio de assistentes sociais.

Os animais da família, dois cachorros, uma galinha e vários pintinhos foram acolhidos pelos vizinhos e ficarão com eles até que dona Eunice tenha um lugar onde morar.

Bruna é portadora de necessidades especiais. Ela relata a angustia de ver todos os seus pertences jogados na calçada. “A mulher ainda falou que se não desse para tirar as coisas hoje que colocássemos para dentro. Mas não tem mais casa. Iríamos dormir embaixo da goiabeira”, questiona a jovem.

Quando a equipe do Campo Grande News chegou, a proprietária já havia ido embora, levando alguns restos de construção, como as telhas.

Segundo os funcionários do Cetremi que estavam no local, dona Eunice, “Seo Dato” e a Bruna, vão passar por acompanhamento psicológico, vão receber remédios e tratamento, se necessário, e, será analisado para onde eles irão.

Vizinhos ajudam a colocar pertences da família em caminhão do Cetremi.Vizinhos ajudam a colocar pertences da família em caminhão do Cetremi.
Casa foi demolida.Casa foi demolida.
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


A dona do imovel não tem amor ao próximo, se acha superior aos menos favorecidos financeiramente, que quando ficar idosa a vida retribua com os mesmos cuidados que ela tem com as pessoas.
 
celia maria em 24/08/2011 11:20:53
as pessoas só falam em nome de Deus, e da misericordia divina.... mas alguém ai sobrevive dessa misericordia?
alguém ai não compra nada em super mercado, ou não tem nenhum tipo de credor?
Há pessoas que vivem apenas de casas de aluguel, ou tem sua renda complementado com esse tipo de comercio ? alguém ai sabe disso ?
se cada uma dessas pessoas ai que falam nome de Deus ou até mesmo em chamar a policia para solicionar este caso, PAGAR UM ALUGUEL PARA ESSAS PESSOAS e Pagar seus mantimentos, teriam todo o direito de falar as besteiras que quiserem...
hipocrisia á parte, esta é a realidade.
 
Brunna Godoy em 24/08/2011 11:12:52
Lei do inquilinato
Todas as locações residenciais, com contrato escrito ou verbal, que vigerem ininterruptamente por prazo superior a 5 anos depois da Lei 8.245/91 e se encontrarem vigorando por prazo indeterminado, poderão ser denunciadas com fundamento na denúncia vazia (art. 47.V) mediante notificação com prazo de desocupação de 30 (trinta) dias.
Direito de propriedade.

Art. 6º CF São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.
Direitos sociais.
Responsabilidade do ESTADO, conheço cara que tem Hilux e mora em ap da Prefeitura, ai sim existe um sério problema.
 
Rodrigo Aless em 24/08/2011 10:43:53
porque que antes de acontecer tudo isso, estes comentaristas não
ajudaram esta familia, criticar todo mundo quer.
 
norberto olimpio p lopes em 24/08/2011 10:39:26
Todo mundo fala em compaixão, em piedade, em solidariedade. Mas e o Direito de propriedade? E os filhos dos idosos? Ninguém sabe ao certo o que aconteceu, mas pelo visto a casa não era deles e os verdadeiros donos já estavam pedindo háa um tempo, e se não tomassem essa atitude drástica poderiam até perder o seu imóvel.
 
Jose Igatoro em 24/08/2011 10:28:01
Quero me manifestar sobre este caso. Ela pediu a casa para estes inquilinos a mais ou menos uns cinco meses atráz, pq ela precisava vender este terreno, cobrava o preço pelo aluguel bem abaixo do pedido pela região. Eles catam reciclaveis e por conta disso ela recebeu uma multa da prefeitura proveniente de abaixo assinado de moradores vizinhos do local que reclamavam do mal cheiro que vinha do local e da quantidade de insetos que acumulavam por causa do lixo que eles acumulavam, a multa no valor de 2300,00 que ela terá de pagar sozinha sem ajuda dos vizinhos. Quanto a mudança, ela teve de alugar um caminhão no valor de 280,00, pq os inquilinos alegaram não ter condições financeiras para a mudança. e que tinham para onde ir, chegando o caminhão ao local onde os mesmos indicaram se tratava de uma casa de uma pessoa desconhecida, e a estoria continua...Neste tempo em que eles estavam passando por dificuldades como relatado na materia não apareceu nenhum vizinho da região para ajudar na mudança, muito menos para ajudar a pagar a multa. Portanto antes de julgar devemos saber dos verdadeiros fatos.
 
Paula Teixeira Pellozzo em 24/08/2011 10:28:00
Uma reportagem que trata de um assunto delicado como este, precisa e deve apurar os dois lados da situação. Se a intenção do site foi chamar atenção sobre o caso, conseguiu! Para que a proprietária tenha tomada uma atitude drástica como esta, no mínimo a situação ja vem se arrastando a algum tempo, e certeza que a proprietária deve ter motivos plauzíveis para desucupar o local. É comovente tratar o caso como sendo idosos, isso ou aquilo. Este não é um caso de "autoridades" como alguns tem comentado ai na reportagem. A proprietária não usou violência, e esta no direito dela sobre seu imóvel. Antes de alguém comentar algo, procurem se informar sobre direitos e deveres, normas, leis antes de ficarem escrevendo besteiras.
 
Fabio Correa em 24/08/2011 10:17:44
O ser humano não é animais, poruqe se fosse, seria tratado com dignidade!! E essa senhora que fez isto estaria atraz das grades. E a lei do idoso, ela não a lei que proteje animais, se fosse a coisa seria diferente. Essa familia não um casal de araras, jacarés,capivaras, onças, etc,etc. Infelizmente em nosso País o ser humano é tatado dessa forma, porque? Primeiro falta o cumprimento da nossa constituição Brasileira, segundo o descaso de nossas autoridades. Eles só lembram dessas pessoas na época de eleições, infelizmente. Agora quero deixar aqui uma palavra, o que falta no coração do ser humano é JESUS CRISTO DE NAZARÉ COMO SEU SALVADOR! e também de nossas autoridades, principalmente. Medite nisto João 14.1-6.
 
Mário Luiz dos Reis Valdez em 24/08/2011 09:56:28
A todos esses que condenaram a atitude, algum de vocês ja ofereceu algum tipo de ajuda a essa familia? Criticar vocês sabem né, leva eles pra morarem nas suas casas, vamos ver até onde vai a boa vontade em ajudar o próximo.
 
Eduardo Gomes da Silva em 24/08/2011 09:42:35
Caso lamentável..... É muito triste, constrangedora, humilhante, etc. essa situação.
Ter um filho(a) com necessidades especiais, já limita a vida dos pais, não têm condições de desenvolver atividades normalmente como outras pessoas. A Dona do imóvel, talvez tenha tomado uma atitude drástica, TALVEZ..... pois não sabemos desde quando ela vem requisitando seu imóvel. Mas a família não consegue ajuda do poder público, quando precisa, fora da campanha eleitoral.
Sofre a discriminação, da velhice, da pobreza, da necesidade da filha, de tudo, mas ninguém se mexe para ajudar quem precisa, principalmente o poder público. Só aparecem quando a imprensa noticia, como foi o caso da CETREMI, que não fez mais do que a obrigação em ampará-los. Agora resta saber se o poder público e a sociedade vão acompanhar essa situação até que sejam amparados definitivamente; Precisam de uma casa digna para morar, onde não precisam pagar aluguel, e recebam ajuda básica, como alimento, remedio, transporte (principalmente pra a filha) que com certeza, nunca irá administrar sua própria vida, será sempre dependente, hoje de seus pais, (que ainda vivem), amnhã.... só Deus sabe.
- Voce que está lendo, se puder faça alguma coisa..... Deus lhe abençoará.
 
ALCIDES VALENTIM CASIMIRO em 24/08/2011 09:30:10

EU AGRADEÇO EM NOME DE JESUS E MAE APARECIDA OS VIZINHOS QUE AJUDARAM ESSA FAMILIA; QUE FORAM VITIMA DE ARROGANCIA, DESCOMPAIXÃO TOTAL E FALTA DE DEUS NO CORAÇÃO DESSES ANIMAIS
INESCROPULOSOS QUE FIZERAM O SOFRIMENTO DE UMA FAMILIA JA COM TANTOS PROBLEMAS AUMENTAREM EM MIL VEZES..... SERA QUE TERIAM A CORAGEN DE FAZER ISSO SE NESSA CASA HOUVESSE MAIS UNS DOIS
HOMENS ADULTOS?????
SE A JUSTIÇA DOS HOMENS E MOROSA E TENDENCIOSA TEMOS OUTRA JUSTIÇA QUE E FEITA SO DE EFICÁCIA.... ESPERAMOS PARA VER.
 
jose calazans echeverria em 24/08/2011 09:13:24
Mesmo que esta proprietaria tenha uma ação de despejo, acredito que a forma de retirada da familia foi autoritaria. Se não possui uma ação de despejo autorizada por um juiz, aí a coisa vai ficar feia pro lado dela. Espero que advogados idealistas assuma esta causa e mostre mais uma vez para a sociedade que no Brasil não se pode fazer justiça pelas próprias mãos.
 
MARCO COSTA em 24/08/2011 08:58:14
CADÊ A LEI DO IDOSO. Porque ninguém pode ser tratado assim, ainda mais um casal de idosos e uma filha portadora de necessidades especiais. Esta proprietária não deve ter DEUS no coração, pior acho que ela não deve ter é coração.
 
ALENCAR RIBEIRO ORTIZ em 24/08/2011 08:48:52
Infelizmente o ser humano perdeu a com paixão ao próximo,essa proprietária por mais que seja sua casa não poderia a expôr diante dessa maneira ...monstra
 
PETERSON DE ALMEIDA CHAMORRO em 24/08/2011 08:39:21
Se a proprietária não tomasse essa medida drástica, eles iam ficando, ficando e ficando... E só demoliram a casa p/ não voltarem mesmo! É O CAPITALISMO SELVAGEM!
 
emerson vicente rodrigues em 24/08/2011 08:28:17
Onde esta o respeito,com os idizos sera que esta senhora
se esqueseu que ela vai se envelheser um dia,e que desta vida nada se leva,
Agora veremos com tantas casa vazias por ai sera que as outoridades,responsaveis
vai fazer auguma coisa por estas pessoas,a umanidade e estranha mesmo, que da medo.
 
Rosilda Oliveira dos Santos em 24/08/2011 08:24:24
Meu Deus, somos animais mesmos , que agimos por instinto e não pela razão e coração,que Deus ajude esta família, mas a idade chega igual para todos, esta mulher que despejou também vai ficar velha e quem sera por ela.Que esta família consiga ma casa popular, não Sr Prefeito, estamos torcendo por eles.
 
Adriana Peralta em 24/08/2011 08:22:09
ONDE ESTÃO AS AUTORIDADES QUE EM ÉPOCA DE ELEIÇÃO PERCORREM A VILA JACY COM MILHÕES DE PROMESSAS???
QUE DEUS TENHA COMPAIXÃO DESTA HUMILDE FAMÍLIA.
 
FLÁVIO QUIRINO PEREIRA DE OLIVEIRA em 24/08/2011 08:13:48
É chocante, porém há de se observar o direito de propriedade, a situação agora pode ser estudada pela prefeitura, já que estão abrigados no CETREMI, a secretaria de assistência social deve providenciar as orientações, e principalmente, os encaminhamentos necessários para atender essa família, pelo menos é o que se espera do poder público.
 
Silva Souza em 24/08/2011 08:13:10
cade as autoridades!!! cade os imóveis desocupados que existem por ai de propriedade da Prefeitura para abrigar temporariamente ou entao casas que sao cosntruidas pelo Estado,Prefeitura para abriga-los.
 
sonia helena em 24/08/2011 08:08:02
Que a justiça divina reine naqueles que acham que são capazes de comandar o mundo..´

Peço a Deus que proteja essa familia e parabéns para os visinhos que os ajudaram!
 
Enisley Dolovet em 24/08/2011 08:03:11
cade a lei do idoso???? como assim chogou fora igual a cachorro que isso em que pais viemos.... assim acordei é o brasil!!!!!!!! ACORDA ALTORIDADES !!!!!!
 
RODRIGO FERNANDES DA SILVA, campo grande ms em 24/08/2011 06:52:03
Quem está falando em coração da dona do imóvel, em misericórdia e compaixão, porque não oferece então abrigo para esta família na sua casa?? Quem fala isso não tem imóvel para alugar com certeza! O imóvel é do proprietário e ele faz o que quiser. Se perante a lei houve aviso de despejo, ela está no seu direito. Ninguém é obrigado a dar asilo ao próximo, caso ela fizesse isso seria uma pessoa muito BONÍSSIMA, porém uma excessão, pois a maioria das pessoas do mundo não faria. não me venham com hipocrisia. Falar das coisas dos outros é fácil. Queria ver se iam gostar de pessoas morando em uma de suas propriedades de graça ou como outro exemplo sem terras em sua fazenda. Não há dúvida que muitas pessoas estão desabrigadas e que temos condições de ajuda-lás, mas VOCÊ FARIA??
 
Vladimir Costa Filho em 24/08/2011 02:53:19
Que horror!!! Que coisa triste... Que mulher de coração ruim essa dona do imóvel... Situação lamentável... Não existe mais amor ao próximo... Que Deus proteja e guarde essa família...
 
Giselli Souza em 23/08/2011 11:35:27
Com todo o respeito: Sera que ninguém pensou em acionar a polícia, Isso que fizeram com essa família é crime.
 
Fernando Silva em 23/08/2011 09:58:13
Não é justo o que fizeram com esta família, isto está errado.
Pelo pouco que entendo, se esta família mora a seis anos na casa, e se pagam o aluguel normalmente, só teriam que sair da casa, se fosse para a proprietária morar, ou se a casa fosse vendida, assim mesmo teriam 90 dias de prazo para sair.
Creio que esta família merecem uma boa indenização pelo que fizeram com eles, e cabe a justiça a resolver isto, que algum advogado possa ajuda-los,pois pelo visto são pessoas muito pobres.
Muita maldade desta proprietária, falta de humanidade e de amor ao próximo.
 
Maria Helena em 23/08/2011 09:35:59
Onde está o coração, humanidade dessas pessoas? Que esta familia desabrigada consiga uma casa para morar. Não é sr. Prefeito?
 
Ademir C Costa em 23/08/2011 09:29:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions