ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Família faz buscas por chargista desaparecido no Monte Castelo

Marco Antônio Rosa Borges, 54 anos, está desaparecido desde a manhã de ontem (21)

Por Kerolyn Araújo | 22/11/2020 14:46
Marco Antônio Rosa Borges, 54 anos, está desaparecido desde a manhã de ontem. (Foto: Divulgação)
Marco Antônio Rosa Borges, 54 anos, está desaparecido desde a manhã de ontem. (Foto: Divulgação)


Familiares e amigos fazem buscas pelo chargista Marco Antônio Rosa Borges, 54 anos, que está desaparecido desde a manhã de ontem (21). Ele foi visto pela última vez no Bairro Monte Castelo, em Campo Grande, onde mora com os pais.

Ao Campo Grande News, o filho de Marco, Kelvis Antônio Rodrigues Borges, 25 anos, contou que o pai saiu de casa por volta das 7h20, a pé, levando apenas o celular. "Ele saiu para ir à casa de uma massoterapeuta, onde ia todo sábado fazer sessão de massagem", disse. Ainda segundo o filho do chargista, o pai já teria tido um relacionamento com a mulher.

Imagem de câmera de segurança flagrou passagem do chargista. (Foto: Divulgação)
Imagem de câmera de segurança flagrou passagem do chargista. (Foto: Divulgação)


Segundo Kelvis, Marco não deu mais notícias e, ontem mesmo, ele conseguiu acessar a conta do Google do pai. "O último sinal de localização deu a três quadras da casa dessa mulher", explicou. Porém, ela disse que o chargista não foi até lá. Uma foto de Marco com a massoterapeuta foi enviada do Facebook dele para o dela, por volta das 8h30.

Na manhã deste domingo (22), familiares refizeram o caminho e encontraram imagens de câmeras de segurança onde Marco aparece andando nas ruas do bairro. "Meu pai não enxergava maldade nas pessoas. Ele fez um trabalho no interior, receberia um dinheiro mês que vem e saiu falando pra todo mundo", comentou.

O caso está sob investigação da DEH  (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicidios). Quem souber o paradeiro de Marco pode entrar em contato com a unidade pelo número  9238-4923, apenas pelo WhatsApp, ou com a família do chargista, pelo telefone (67) 9 9272-0933.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário