A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/02/2011 21:26

Fim do horário de verão representa 1 hora a mais de sono para a população

Ricardo Campos Jr.

Opiniões divergem, mas maioria ainda prefere

Relógios devem ser atrasados em 1 hora à meia noite de hoje. (Foto: João Garrigó)Relógios devem ser atrasados em 1 hora à meia noite de hoje. (Foto: João Garrigó)
Para o comerciante, fim do horário de verão não altera rotina (Foto: João Garrigó)
Para o comerciante, fim do horário de verão não altera rotina (Foto: João Garrigó)

Termina à meia noite deste sábado o horário de verão. Após 127 dias com uma hora extra de luz, o que de acordo com especialistas representa economia de energia, os relógios deverão ser atrasados em uma hora.

Para o vendedor Ivan Novaes Bernardes, 41 anos, o ajuste representa instantes extras de sono. “Nesse horário, seis horas da tarde está com sol. No outro já está escuro. Vai ser melhor para descansar. Não vejo vantagens no outro horário”, disse.

A dona de casa Odete Lima, 30 anos, também diz preferir o horário normal que será incorporado novamente à rotina. “Tudo é muito cedo nesse horário (de verão). Eu acho que o outro passa mais rápido”, diz.

Na opinião do comerciante Sérgio Salomão, 47 anos, a troca é indiferente, o que revela que as opiniões da população estão bastante divididas. “Não altera em nada. Tenho que trabalhar das 6 às 18 de qualquer jeito”, afirma.

Já o mototaxista Antônio Quilara da Silva, 35 anos, disse ser contra o ajuste e prefere o horário de verão. Resolver o problema do sono é fácil, segundo ele. “É só dormir suas 7 horas por dia. Nós não somos ursos para hibernar. Horário assim (normal) é para preguiçoso. Trabalhador tem que madrugar”, disse.

Horas a menos - A partir de 2008, o horário de verão tem datas definidas, iniciando no terceiro domingo de outubro e findando no terceiro domingo de fevereiro. No ano passado, o horário de verão começou no dia 27 de outubro. A primeira vez que o Brasil teve horário de verão foi nos anos de 1931 e 1932. Naquela época, o horário diferenciado durou quase metade do ano.

Apenas as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste adotam a medida. Este ano, segundo dados preliminares do NOS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), houve redução de 4,4% na demanda de energia do horário de pico. A economia foi estimada em R$ 30 milhões.



Como foi noticiado, houve queda na economia de energia, é normal porque qdo acordo cedo ta muito escuro, tem q ligar as luzes do mesmo jeito, e também foi comprovado por médicos que o horário de verão só faz mal a saude!
 
aline moura em 21/02/2011 12:22:02
Não me importo que o horário de verão seja extinto no Mato Grosso do Sul desde que mudem o fuso horário do estado para o mesmo de Brasília.
 
Murilo Delmondes em 21/02/2011 09:26:10
vivemos num País onde a democracia onde optamos ou não, deveriam por plebiscito por nós cidadãos Campo grandenses optarem ou não pelo horário de verão.
 
PETERSON DE ALMEIDA em 20/02/2011 09:01:06
O objetivo do horário de verão é para economia de energia, coisa que não acredito, pois quantas lâmpadas acessas, de dia, eu percebi pela cidade e até na iluminação pública e em toda a esfera do governo.
 
Antonio Carlos da Silva em 19/02/2011 02:41:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions