ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 27º

Capital

"Fiquei só com a roupa do corpo", diz moradora que perdeu barraco em incêndio

Moradora perdeu até cachorrinho em incêndio que destruiu três barracos de madeira

Por Dayene Paz e Mirian Machado | 17/01/2022 12:14
Barracos destruídos depois de incêndio. (Foto: Henrique Kawaminami)
Barracos destruídos depois de incêndio. (Foto: Henrique Kawaminami)

A catadora de materiais recicláveis Rosa Lemos Nunes, de 55 anos, não conteve as lágrimas ao ver seu barraco destruído na manhã desta segunda-feira (17). "Nem acreditei, fiquei só com a roupa do corpo", disse. Junto às lágrimas, o conforto de vizinhos, que agora, se unem para ajudar a moradora a reconstruí-lo.

O incêndio aconteceu no final da tarde deste domingo (16) e atingiu três barracos no Jardim Noroeste, em Campo Grande. Informações são de que um dos moradores, usuário de drogas, teria iniciado as chamas.

"Não sabemos se foi sem querer ou proposital, mas ele não ficou, viu as chamas e ao invés de avisar ou ajudar, saiu correndo", conta a moradora do outro barraco, também catadora de materiais recicláveis, Marilza de Jesus Nogueira, 44 anos.

Três barracos foram atingidos pelas chamas. (Foto: Henrique kawaminami)
Três barracos foram atingidos pelas chamas. (Foto: Henrique kawaminami)

Marilza conta que as chamas se alastraram rapidamente pelos barracos de madeira. "Estava varrendo, quando vi as chamas e comecei a gritar por ajuda", diz a mulher. Os vizinhos tentaram ajudar apagar o fogo, mas não houve tempo. No barraco onde vive com os filhos e o esposo, banheiro e quarto foram danificados. "Arrancamos uma madeira para o fogo não propagar".

Já Rosa não estava em casa no momento. Ela foi avisada pelo genro e nem conseguiu ir ao local ontem. "Sempre fica alguém, mas fui na casa do meu filho e minhas outras filhas foram junto comigo", contou. Rosa mora no barraco com as duas filhas e o cachorrinho "Porco", que morreu no incêndio. "Era meu amigo, cuidava da gente", lamentou.

Rosa chorou ao ver barraco destruído nesta manhã. (Foto: Henrique kawaminami)
Rosa chorou ao ver barraco destruído nesta manhã. (Foto: Henrique kawaminami)

Rosa morava no barraco há 10 anos e perdeu tudo, entre roupas, documentos e alimentos, maior parte de doação que recebeu. "Os vizinhos conseguiram tirar o botijão e meu carrinho de reciclagem", afirma. Rosa já recebeu ajuda com alimentos de um projeto, mas agora, ela e Marilza precisam reerguer os barracos.

Catadora de materiais recicláveis, Rosa Lemos Nunes. (Foto: Henrique kawaminami)
Catadora de materiais recicláveis, Rosa Lemos Nunes. (Foto: Henrique kawaminami)

Quem tiver o interesse de ajudar com madeira, telha, roupas, calçados e alimentos, pode entrar em contato pelo telefone: (67) 9 9170-9350 e 9 9841-5150 (Rosa); (67) 9 9151-6083 (Marilza).

Nos siga no Google Notícias