A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/07/2013 13:44

Flagrados pela PF, ex-diretores do HU e do HR atuam lado a lado em clínica

Aline dos Santos
Na placa de entrada, os nomes dos dois envolvidos em denúncias de favorecimento à rede particular.Na placa de entrada, os nomes dos dois envolvidos em denúncias de favorecimento à rede particular.

Além de serem médicos e terem deixado a direção de hospitais após vir à tona denúncias da operação Sangue Frio, realizada pela PF (Polícia Federal) em março, José Carlos Dorsa Vieira Pontes e Ronaldo Perches Queiroz têm outro ponto em comum: ambos atendem na clínica Cardiomed, na rua 7 de Setembro, em Campo Grande.

Na placa com os profissionais e especialidades, a distância entre os dois é de oito nomes. Dorsa é especialista em Cardiologia, enquanto a área de Queiroz é a Pneumologia. Ronaldo Queiroz comandou o HR (Hospital Regional) Rosa Pedrossian de 2009 até ontem, quando também foi dispensado da presidência da Funsau (Fundação Estadual de Serviços de Saúde),

O diretor pediu para ser dispensado do cargo após divulgação de gravações no jornal Bom Dia MS, da TV Morena. Nos áudios, ele aparece em diálogo com Beatriz Dobashi, que foi exonerada ontem do cargo de secretária estadual de Saúde, e com Dorsa.

Fora do HR, ele segue com os atendimentos na clínica, cuja consulta particular custa R$ 250. Na gravação com Dorsa, o tema era reunião no Inca (Instituto Nacional do Câncer).

Ronaldo: Preste muita atenção. Falei de manhã, cedinho, com a doutora Beatriz.
Dorsa: Sim.
Ronaldo: Falou: “vamos combinar de conversar amanhã pelas diretrizes porque a reunião no Inca é deliberativa". Quando eles ofereceram as máquinas de radioterapia, ela pediu, a Bia: Dourados, Corumbá, HU para substituir essa velha, barra Regional, e o Câncer.
Dorsa: Hum.
Ronaldo: O ministério não aceitou esse ofício, agora, de última hora, falou: “Não! Nós [ministério] não vamos dar para o Adalberto Siufi. Não vamos dar para o [Hospital de] Câncer". E publicou os três hospitais de interesse: Santa Casa, HU e Regional.
Dorsa: Alas!

Ontem, por meio de nota, o ex-diretor do HR colocou seu sigilo fiscal, bancário e telefônico à disposição para investigação.

José Carlos Dorsa comandou o HU (Hospital Universitário) Maria Aparecida Pedrossian até maio deste ano, quando foi exonerado a pedido. Em março, quando a PF apreendeu documentos no HU, a Justiça Federal determinou que ele fosse afastado do cargo por 60 dias.

No Hospital Universitário, são investigados fraudes em licitações, corrupção passiva, desvio de dinheiro público e superfaturamento em obras.

O HU entrou na mira do MPF (Ministério Público Federal) depois de recursar equipamentos do governo federal para o setor de radioterapia. O plano previa investimento de R$ 505 milhões em 80 hospitais, cinco deles em Mato Grosso do Sul. No Estado, somente o HU e a Santa Casa de Campo Grande rejeitaram a oferta.

Na Capital, o SUS (Sistema Único de Saúde) oferece radioterapia no Hospital do Câncer Alfredo Abrão e na clínica NeoRad. O hospital era comandando por Adalberto Abrão Siufi, que também é dono da clínica.

 



Acho que a Saúde no Brasil é um dos lugares mais corruptos e de conflitos de interesse que existem no país, só perde para o congresso nacional. Como pode Médicos serem diretores de Hospitais e donos de clinicas de saúde, isso é muita canalhice dos Médicos e até agora o CRM-MS não cassou esses 'Assassinos", Dilma é só vc criar o Médico publico, acabar com esse negócio do SUS pagar clinica particular. Médico Federal, bem remunerado igual a JUIZ, DELEGADO e esses não poderem clinicar em planos de saúde e particular.
 
marcelo oliveira em 04/07/2013 09:17:41
Concordo c tudo que disse Fabio Henrique, sereno, sem xingar, mas com indignação, disse tudo que TODOS DEVERIAM ESTAR SENTINDO, repugnando o que os monstros causaram: sofrimento desnecessário, certamente oportunizaram mortes, por falta de tratamento, por doses menores e outros e que, apesar de expostos na mídia, exonerados, ficaram anos e anos (isso é fato) a frente de todas essas maracutaias, devendo estar com os bolsos cheios de grana e não demonstram o mínimo de dor nas consciências.
Se fossem pobres, pretos (com todos respeito aos negros) ou putas (com todo respeito a elas tb), ou seja os três PÊS, seriam execrados, seria dito que não tem alma, não tem consciência, não possuem sentimento humano, dissimulados, formaram quadrilha, premeditaram tudo...
PIOR DE TUDO: TODOS SOLTOS. vergonha
 
Gustavo Gonçalves em 04/07/2013 09:01:35
Verdadeiro descaso com a saúde pública, pessoas que estão em busca de atendimento simplesmente são vitimas de pessoas que nem deveriam ser chamadas de profissionais da saúde, pois estão brincando com nosso dinheiro e ainda rindo da nossa cara; e pessoas morrendo por falta de equipamentos. Por isso povo brasileiro vamos às ruas mostrar nossa indignação, vamos dar um basta!! E a senhora dona Dobashi e Sr Dorsa peguem seus diplomas e joguem no lixo, pois suas competências não servem nem pra cuidar de animais.
 
Cris Nunes em 04/07/2013 08:15:44
Tá fácil resolver, devolvam o dinheiro, e que a justiça seja feita pelas negligências médicas e por todos os atos feito por esses vândalos e sanguessuga do dinheiro publico e que nunca mais consigam atuar na área médica.
 
Beatriz Canta Canta em 04/07/2013 08:05:21
ISTO É CRIME HEDIONDO, crime contra a humanidade e com a SAÚDE PÚBLICA, deixar de ter equipamentos de tratamento ao CÂNCER só para terem exclusividade e ganharem dinheiro ÁS MÍNGUAS DA POPULAÇÃO CARENTE E DOENTE MUITAS VEZES TERMINAL DE CANCêr.... ESTES SIM SÃO UM CÂNCER NA SOCIEDADE e deveriam ser punidos COM MUITO RIGOR NA LEI INCLUSIVE CONFISCO DE BENS.
 
MATEUS COSTA em 04/07/2013 08:01:48
Eu acho que tem mais gente envolvida nesses casos. Quantas vezes ficaram criticando o governo Federal e nós não sabíamos que tinha gente aqui impedindo que os aparelhos fossem instalados. O MPF tem que ir a fundo nas investigações e nós povo, não esquecer de cobrar a punição aos culpados. Que devolva centavo por centavo roubado; cadeia não paga conta, gera despesas..
 
luiz alves em 04/07/2013 07:25:48
Já que a PF ta investigando esse povo bem que podia fazer uma investigação do patrimônio deles antes e depois do regaço que fizeram, e prejudicando tantos que necessitam desse serviço usando de seus cargos. Pra min são piores que vendedores de droga, porque esses a policia prende e não tem desculpas.
 
ITAMAR FERNANDES em 03/07/2013 20:34:52
Tentativa de homicídio,assassinatos,formação de quadrilhas no minimo.alias quanto paga a Unimed para usar as dependências e equipamentos da santa casa,alguém pode me explicar? E beneficente? Tem certeza? CORRUPÇÃO E CRIME HEDIONDO,TEM CERTEZA??
 
carlos cesar arakaki em 03/07/2013 20:16:21
Infelizmente é nas mãos desses monstros chamados de médicos que colocamos nossas vidas, só DEUS pra ter misericórdia desses médicos, aqui se faz aqui se paga.
Espero sinceramente que a justiça seja feita.
 
Benilva Paim em 03/07/2013 19:54:12
Será que o Sr. Governador não sabia disso? Que o povo do nosso estado estavam sendo lesados? Que os equipamentos oferecidos pelo ministério da saúde são essenciais para o tratamento da população mais necessitada? Ou o Sr. Governador acha que a população mais carente só necessita do Vale Renda de pouco mais de R$ 200,00 e o resto que se dane? O nosso estado e município deveria ser exemplo para o país em termos de gestão de recursos para a área de saúde, pois somos governados há muito tempo por 02 médicos, e o que vemos é o descaso total com a área da saúde e uma meia dúzia envolvidos em maracutaias para benefício próprio. Lastimável essa turma que estão no poder em MS há tanto tempo, será que nas próximas eleições eles ainda vão continuar? Eles estão blindados precisamos quebrar isso.
 
Regisnaldo Marin em 03/07/2013 18:25:07
A população tem que ir pra Rua pra pedir que esse Povinho sai pra sempre do comando da Saúde de Campo Grande, não podemos aceita isso de braços cruzados quantas vidas se perderam por causa desses bandidos disfarçados....Não podemos aceita isso nunca graças a Deus nunca precisei desses hospitais pois Deus me deu uma boa saúde, mas muitas pessoas precisa e tem que ser tratado como merece nós pagamos por isso . VAMOS PRA RUA E COLOCA ELES ONDE MERECE NA CADEIA
 
susan k mendes em 03/07/2013 17:46:52
EU SOU A FAVOR DE PENA DE MORTE, PRISÃO PERPÉTUA... QUE OS ÓRGÃOS RESPONSÁVEIS FAÇAM APREENSÕES DOS BENS MATERIAIS, REALIZEM LEILÕES E REPASSEM PARA A SAÚDE ESTADUAL E MUNICIPAL, TUDO AQUILO QUE ESTES LADRÕES, ASSASSINOS ROUBARAM DO POVO....
 
Auado Aguiar em 03/07/2013 16:50:50
E se não forem julgados.......o povo vai resolver
 
elio santos em 03/07/2013 16:27:44
Esses são os verdadeiros ASSASSINOS! O triste disso tudo é que, infelizmente, há pessoas da camada mais abastada da sociedade que frequenta essa clínica desse BANDIDO do Dorsa... eu teria nojo de pisar nesse consultório.
 
Osme Batelli Durmann em 03/07/2013 16:22:31
"Quantas pessoas foram privadas de receberem um tratamento contra o câncer de forma digna? Destas, quantas não morreram por não estar disponível o aparelho ou pior ainda, por terem recebido doses menores da que necessitavam? Quanto custa uma vida para os envolvidos? Ao meu ver, não custa nada, pois a atidude que estas pessoas tiveram, demontram claramente que a única coisa que importa é o dinheiro que receberam com as falcatruas denunciadas, para sustentarem um luxo sem se importarem com o bem maior de uma pessoa, qual seja, a vida! Espero que nossos julgadores tenham coragem de julgá-los retamente, e que cada um responda na medida com o que fizeram ao nosso povo.
 
Fábio Henrique de Oliveira Garcia em 03/07/2013 14:36:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions