ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  18    CAMPO GRANDE 35º

Capital

Fotógrafo Namour não resiste às sequelas da covid mesmo vacinado

Conhecido por registrar momentos importantes dos campo-grandenses faleceu nesta quarta-feira

Por Gabriela Couto | 28/07/2021 15:39
Arlindo Namour era conhecido em Campo Grande pelo trabalho de anos na fotografia (Foto Arquivo Pessoal)
Arlindo Namour era conhecido em Campo Grande pelo trabalho de anos na fotografia (Foto Arquivo Pessoal)

O fotógrafo Arlindo Namour, 73 anos, é mais uma vítima da covid-19, em Campo Grande. Ele não resistiu às complicações da doença e faleceu nesta quarta-feira (28), no Hospital Proncor, após sofrer uma parada cardíaca.

O nome "Namour" é uma marca da fotografia em Mato Grosso do Sul. Há mais de 50 anos, ele é conhecido pela cobertura de eventos culturais e sociais da cidade, principalmente, casamentos. Dizia sempre que vendeu um carro para comprar a primeira câmera fotográfica e acabou deixando um legado em imagens.

Segundo amigos próximos da família, Namour já tinha tomado as duas doses de Coronavac, mas tinha diabetes como comorbidade.

O administrador Ricardo Koim, 65 anos, era amigo do fotógrafo há mais de três décadas. “Ele já estava sendo tratado há mais de 15 dias, mas o pulmão não estava correspondendo à medicação e precisou ser intubado nesta semana”.

Ninguém acreditava que Arlindo pudesse piorar e falecer. “Todos nós acreditávamos que ele ia sair. Até porque no começo estava fraquinho”, conta Koim. A última mensagem trocada entre os dois foi no dia 19 de julho.

“Eu falava que era meu irmão mais velho. A alegria do Arlindo era contagiante, para cima, alegre, gostava da vida, apreciava o que era bom. Sabia olhar para as coisas e tirar o lado bom daquilo. Tinha um coração enorme e era um cara puro”, revela o amigo.

A família aguarda a chegada de um dos três filhos de Arlindo, que não mora na Capital, para realizar o velório. A cerimônia de despedida está programada para ser realizada na manhã desta quinta-feira (29), no Parque das Primaveras. O fotógrafo também deixa esposa e netos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário