ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 15º

Capital

Fotos íntimas vazam na internet e menina de 16 anos procura a polícia

Por Aliny Mary Dias e Graziela Rezende | 29/11/2013 12:00

Uma adolescente de 16 anos procurou a Polícia Civil nesta sexta-feira (29) depois que fotos íntimas vazaram na internet. O caso está sendo investigado pela DEPCA (Delegacia de Proteção a Criança e do Adolescente) e relembra dois casos de repercussão nacional quando duas adolescentes cometeram suicídio depois que fotografias vazaram na internet.

Ao delegado Paulo Sérgio Lauretto, a jovem disse em companhia da advogada Liz Leide da Costa D’abadia, que as fotos foram tiradas por ela no início do ano dentro do quarto. Os registros a mostram nua em cenas sensuais.

Todas as fotos ficaram salvas no celular da menina. Ela relatou que, em razão do aparelho ter senha, sentia-se segura em manter as fotos no telefone.

Recentemente, a adolescente foi até uma festa e ingeriu bebida alcoólica. Durante a confraternização, a menina entregou o cartão de memória do celular para ser colocado na caixa de som do local.

Embriagada, a jovem chegou em casa por volta das 4h da manhã do dia seguinte e se deu conta que o celular e o cartão de memória foram furtados. No mesmo dia, as fotos foram publicadas e compartilhadas em perfis no Facebook e no Instagram, rede social de fotografias.

Conforme o delegado, perfis falsos foram criados para compartilhar as fotos íntimas. Um deles, no instagram, identificado como “jack_cacetão”, se intitula com palavras chulas e também compartilhou as fotos da menina.

Diante da situação, a jovem publicou em sua página na rede social que procuraria a polícia em razão da exposição. Conforme a Polícia Civil, um inquérito policial será aberto para apurar o caso.

Nos siga no Google Notícias