A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

09/01/2013 15:49

Funcionário de sacolão foi baleado na cabeça por bandido

Nícholas Vasconcelos e Viviane Oliveira
Vítima foi baleada enquanto trabalhava em sacolão no União. (Foto: Simão Nogueira)Vítima foi baleada enquanto trabalhava em sacolão no União. (Foto: Simão Nogueira)

José Malta da Cruz, 49 anos, foi baleado na cabeça na tarde de hoje dentro de um sacolão no Conjunto União, em Campo Grande. Ele foi levado para a Santa Casa de Campo Grande, em estado grave.

A primeira informação era de que a vítima se chamava Renato da Horta e que seria o dono do mercado Varejão Fazendão.

Segundo testemunhas, um homem entrou na horta, que fica nos fundos do estabelecimento comercial, e em seguida perguntou quem era o responsável pelo sacolão. Quando os funcionários apontaram José, o autor se aproximou e atirou na vítima.

As primeiras informações davam conta de que quem havia sido baleado era o dono do estabelecimento, identificado apenas como Renato. 

As testemunhas que estavam na horta e no comércio foram levadas para a 6ª DP (Delegacia de Polícia Civil). A PM (Polícia Militar) descarta que o crime tenha sido um assalto, já que nada foi levado do comércio.

José foi levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para a Santa Casa. Não há informações sobre o estado de saúde dele. 

Comerciante é baleado durante assalto no conjunto União
Um comerciante foi baleado, nesta tarde, em Campo Grande, no conjunto União. Ele foi ferido durante assalto a um sacolão, onde também funciona uma ho...
Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...


Ponto de discordia em conversas sobre reagir ou não quando assaltado, alguns defendem que se tiver condições reaja, outros insistem em que não se deve reagir em hipotese nenhuma, o que me preocupa é que se criou no Brasil uma regra seguida a risca pelos bandidos, se reagir ele se sente na obrigação ou mesmo direito de matar, essa logica que eu não concordo. A sociedade deveria ter como lei, se puder reagir mate o marginal, assim seria algo justo, mas o que se promove é o direito do marginal de matar, mas ninguem incentiva a matar o marginal quando se pode reagir. Estamos obedecendo a lei do bandido ou codigo do bandido.
 
Horlando P. de Mattos em 10/01/2013 14:42:29
conheço esse estabelecimento há anos, é um comercio familiar e o que aconteceu é mais uma barbare da violencia crescente em todas as capitais. Estaremos orando por essa familia que deve estar sofrendo muito. Força Sr. José.
 
janaina silva em 10/01/2013 09:38:54
Até quando o cidadão de bem for proibido de andar armado em benifício dos bandidos. Simples assim. Desarmamento só interessa a político corrupto e desonesto que quer se perpetuar no poder a qualquer custo. O crime organizado já se apoderou do Brasil.
 
Carlos Roberto em 10/01/2013 07:21:30
um homem trabalhador,precisamos mais de segurança,que Deus abençoe o sr. José e a família dele.




















































 
Elizangela machado em 09/01/2013 20:09:57
Que Deus abençoe e que nada de mal vai acontecer ao sr Jose estarei horando
 
mario marcio em 09/01/2013 20:00:42
Ate as pessoas escolherem melhor seus governantes e tambem mudarem estas leis que ca entre nos e uma piada!!!!
 
jean barros em 09/01/2013 19:09:20
até quando seremos reféns de tanta violência, eu sou comerciante e hj trabalho de portas fechadas, pois tenho muito medo de assaltos.
 
Gabriela Marques em 09/01/2013 16:44:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions