A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Novembro de 2018

09/05/2011 08:48

Funcionários de frigorífico denunciam JBS Friboi por jornada excessiva

Ítalo Milhomem
Unidade da JBS em Campo Grande. (Foto: Marcelo Victor / Arquivo)Unidade da JBS em Campo Grande. (Foto: Marcelo Victor / Arquivo)

Trabalhadores do setor de desossa do frigorífico JBS Friboi em Campo Grande acusam a empresa de explorar funcionários com jornada de trabalho excessiva sob ameaça de demissão.

Por meio da diretora do STICCG (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carnes e Derivados de Campo Grande), Gilberta Gimenes Gregório, os funcionários informaram que foi feito um acordo com o frigorífico em que eles trabalhariam uma hora mais por dia para que não fosse necessário o expediente aos sábados.

Porém o acordo não estaria sendo cumprido, e os funcionários estariam sendo obrigados a trabalhar aos sábados, mesmo trabalhando uma hora a mais no expediente normal.

“De segunda a sábado mais de 30 empregados no setor de desossa são obrigados a trabalhar de 7 da manhã às 7 da noite”, denunciou a diretora que recebeu uma comissão de trabalhadores na última sexta-feira.

O STICCG irá notificar nesta semana a direção do JBS Friboi sobre os problemas apresentado pelos trabalhadores para que as medida sejam implantadas e solucionadas pela empresa, caso confirmada a irregularidade.

Caso os problema não sejam solucionados, o sindicato irá recorrer ao Ministério Público do Trabalho na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego.



não é só o JBS que aplica esta carga horaria varias empresas de porte no ramo de bebidas em campo grande pratica esta carga horaria sem pagar horas extras as autoridades deveriam fiscalizar melhor estas empresas
 
almir aparecido alves em 09/05/2011 10:42:10
isso é muito comum por ai, falar que não é hipocrisia pura ..... quem nunca ouviu falar ou já até sentiu isso na pele!? o que vai acontecer é o seguinte, os responsaveis por punir e fiscalizar vão jogar panos quentes em cima, o sindicato que não tem muita força vai arregar e os trabalhadores serão demitidos e outros novos serão contratados até se cansarem e o ciclo se repete e se perpetua.
 
marcelo martins em 09/05/2011 09:46:41
Meu irmão trabalha na Jbs e relata o mesmo problema de exploração. Ele sai de madrugada de casa e volta tarde da noite, o combinado de não trabalhar aos sabados tambem foi quebrado, é uma jornada abusiva. O ministerio do trabalho tem que acompanhar essa empresa mais de perto, porque é só descuidar e eles voltam a abusar dos funcionarios.
 
leticia mello em 09/05/2011 09:14:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions