A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/01/2015 08:35

Governador vai esperar laudo para se manifestar sobre bomba na posse

Filipe Prado e Leonardo Rocha
Azambuja afirmou que irá esperar o laudo pericial para se pronunciar (Foto: Marcos Ermínio)Azambuja afirmou que irá esperar o laudo pericial para se pronunciar (Foto: Marcos Ermínio)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), revelou que ainda não foi identificado se o artefato encontrado sob a mesa de autoridades no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, um dia após a posse do secretariado, seria uma bomba. Azambuja disse que vai esperar os laudos periciais finais para tomar as providências cabíveis.

Durante a posse do novo comandante da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Pedro César Figueiredo Lima, no auditório da Acadepol (Academia de Polícia Civil), o governador afirmou que uma perícia ainda está sendo feita nos componentes recolhidos após a detonação e disse que prefere esperar o laudo para se pronunciar sobre o caso.

“Não podemos trabalhar com hipóteses. Assim que recebermos a perícia sobre o material, o Governo vai se pronunciar”, assegurou Azambuja.

A suposta bomba foi encontrada no final da manhã do dia 2 de janeiro, seguinte a posse do secretariado. Os funcionários, que faziam a limpeza do Auditório Germano de Barros, encontraram o artefato sob a mesa e o jogaram no estacionamento do centro de convenções.

Os funcionários disseram que o objeto continha dois canos de PVC, ligado por alguns fios e um relógio com timer.

A suposta bomba foi detonada pelo Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), que encontrou pregos e indícios de pólvora. O artefato foi encaminhado ao esquadrão antibomba que vai analisar os componentes e remontar o artefato. Algumas peças também foram encaminhadas para o Instituto de Análises Laboratoriais Forenses.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions