A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

21/02/2014 12:08

Governo entrega 5 mil unidades do “Minha Casa, Minha Vida” neste ano

Aline dos Santos e Leonardo Rocha
No residencial Nelson Trad, são 1.624 apartamentos. (Foto: Marcos Ermínio)No residencial Nelson Trad, são 1.624 apartamentos. (Foto: Marcos Ermínio)

De junho a novembro, Campo Grande terá a entrega de mais 5.641 unidades do programa “Minha Casa, Minha Vida”. Ao todo, as obras  somam R$ 317,1 milhões. Nesta sexta-feira, quatro residenciais foram vistoriados pelo governador André Puccinelli (PMDB), que foi aos canteiros de obra nos bairros Nova Campo Grande, Caiobá, Alves Pereira e Centro-Oeste.

“A obra sempre tem o objetivo de descentralizar e ocupar os espaços vazios da cidade, com desenvolvimento em regiões diferentes. Não encarece a estrutura, como saúde, educação, Ceinf. Além de ajudar as pessoas que vão morar, também gera emprego e aumenta a renda da família do operário”, salienta o governador.

No residencial Nelson Trad, localizado no bairro Nova Campo Grande, são 1.624 unidades. A obra, com custo de R$ 89,6 milhões, abriu oportunidade de trabalho para o pintor Vagner Espíndola. “Valorizou a construção civil. Agora, as oportunidades de emprego no setor permite que os profissionais possam ter escolha”, afirma.

Regiane da Silva passou de dona de casa desempregada para trabalhadora da construção civil. “A mulher passa a ajudar na renda familiar. Abre mais opções de empregos”, diz. Ela trabalha no residencial Celina Jallad, no Caiobá. São 1.498 unidades e investimento de R$ 73,4 milhões.

No residencial Reinaldo Buzaneli I e II, são mais 768 unidades habitacionais, com recursos de R$ 40,7 milhões. O condomínio fica localizado no bairro Alves Pereira.

O último a ser vistoriado foi o residencial Rui Pimentel I e II, no bairro Centro-Oeste. Com 260 casas, o investimento é de R$ 15,7 milhões. A obra está em fase de acabamento, com pintura e colocação de piso e azulejo.

Marun e Puccinelli visitaram quatro canteiros de obra nesta sexta-feira. (Foto: Marcos Ermínio)Marun e Puccinelli visitaram quatro canteiros de obra nesta sexta-feira. (Foto: Marcos Ermínio)

De acordo com o titular da Sehac (Secretaria Estadual de Habitação e das Cidades), Carlos Marun, os imóveis fazem parte da etapa 1 do “Minha Casa, Minha Vida”, quando ainda não era previsto teto solar e casa adaptada para deficiente físico. Porem, já há espaço para quem quiser ampliar e fazer garagem.

“No momento, a tendência é a moradia vertical, os apartamentos. Por causa da economia de espaço”, diz. Sobre o critério para os moradores, ele explica que os residenciais privilegiam pessoas que estão próxima ao local de trabalho.

Conforme Marun, a área construída dos imóveis foi ampliada. “Em 1997, eram 28 metros quadrados. Hoje, varia de 38 a mais de 40 metros quadrados. E a qualidade das moradias é bem diferente do começo, realizam sua função social”, enfatiza o secretário.

O “Minha Casa, Minha Vida” foi criado em 2009. A iniciativa é do governo federal em parceria com os governos estaduais, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos. O programa oferece descontos, subsídios e redução do valor de seguros habitacionais.



há 6 anos me inscrevi nessa mentira que tem o nome de AGEHAB sou assalariada e meu marido também,vivemos na corda bamba pagamos aluguel e passamos muita necessidade ,só vejo sair casa para pessoas que não precisa,que já possuem casa própria ou seja quem tem padrinho politico,isso é uma vergonha.
 
Benedita Regina da Conceição Oliveira em 21/02/2014 17:52:57
minha casa miinha vida nada , o jeito è morer pagando aluguel , faz 10 anos que estou na espera e nada , minha vizinha fez inscriçao agora em janeiro e ja foi chamada , e a a renda dela è a mesma da minha , quero saber qual o criterio gritante q eles usam para fazer a seleçao.
 
fabiana oliveira em 21/02/2014 16:40:47
O que nunca acontece é sinceridade de ninguém na divulgação disso. Esse Programa MINHA CASA MINHA VIDA, é do Governo Federal, mas falam como que seja do Estado. Quanta falta de vergonha!
 
luiz alves em 21/02/2014 16:22:38
Muito bom! Janela Blindex pra facilitar a vida do bandido!
 
Ivan Ilitch em 21/02/2014 16:16:18
na onde faço inscrição para participar?
 
jorge nogueira em 21/02/2014 14:36:48
MINHA CASA MINHA DÍVIDA, PREÇOS ABSURDOS, EM GAIOLAS QUE CHAMAM DE APARTAMENTO.

Ultimamente tá mais barato comprar algo na França do que no Brasil.
 
Cyro chan em 21/02/2014 12:16:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions