A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/07/2015 10:24

Governo estadual vai assumir obra parada e concluir Hospital do Trauma

Antonio Marques e Leonardo Rocha
Parada desde dezembro de 2012, governo do Estado diz que vai tomar a rédea para retomar a obra do Hospital do Trauma. (Foto: Arquivo)Parada desde dezembro de 2012, governo do Estado diz que vai tomar a rédea para retomar a obra do Hospital do Trauma. (Foto: Arquivo)
Nelson Tavares falou sobre as obras do hospital anexo à Santa Casa (Foto: Fernando Antunes)Nelson Tavares falou sobre as obras do hospital anexo à Santa Casa (Foto: Fernando Antunes)

O secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, afirmou que o governo do Estado vai assumir a retomada das obras para conclusão do Hospital do Trauma de Campo Grande. No próximo dia 11 de agosto, técnicos do Ministério da Saúde virão à Capital para discutir a possibilidade de liberação de recursos. A previsão inicial da SES (Secretária de Estado de Saúde) é de que seria necessário mais R$ 11 milhões para concluir a unidade.

Nelson Tavares disse que o governo estadual já teria R$ 8 milhões garantidos, com ajuda da prefeitura de Campo Grande. “Queremos ver se o Ministério da Saúde libera, pelo menos, mais R$ 3 milhões para podermos iniciar as obras”, comentou ele, acrescentando que será necessário fazer nova licitação para contratar a empresa para a finalizar a construção.

A obra do Hospital de Trauma começou em 2010 e já recebeu recebeu R$ 9.506.85,79. Porém, está parada desde dezembro de 2012. O prédio anexo da Santa Casa de Campo Grande terá 141 leitos, sendo 110 de internação, 18 de observação do tratamento intensivo, dez de CTI (Centro de Tratamento Intensivo), três de isolamento e cinco salas de cirurgia.

O secretário de Saúde disse que, inicialmente a reunião está marcada para acontecer na sede da secretaria, mas que ele pretende realizá-la no próprio prédio do Hospital, para que os técnicos do Ministério possam conhecer as estruturas e verificar as condições de abandono do local. “Vamos tomar a rédea da situação e retomar essa obra tão importante para a cidade” afirmou.

A expectativa do secretário é que o Ministério libere recursos do FNS (Fundo Nacional de Saúde) para a retomada da construção. Mas Nelson Tavares ressaltou que se a Prefeitura quiser assumir a administração do hospital depois de concluída a obra não terá problema. "Nosso objetivo é terminar o hospital", destacou ele, que preferiu não estimar prazo para entrega da obra, em razão de ainda não ter contratado empresa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions