ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  03    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Homem diz que resolveu assaltar porque chegou tarde ao trabalho e foi demitido

Durante interrogatório ele ainda disse que estava passando fome, sustenta dois filhos e precisava de dinheiro

Por Ana Oshiro | 22/07/2021 10:09
Homem passa por audiência de custódia no Fórum de Campo Grande (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Homem passa por audiência de custódia no Fórum de Campo Grande (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Auxiliar de pedreiro de 27 anos, que foi preso em flagrante na noite da última terça-feira (20), depois de tentar assaltar uma mulher no bairro Carandá Bosque, em Campo Grande, disse à polícia que resolveu cometer o crime porque estava passando fome e havia sido demitido do emprego durante à tarde, depois de chegar tarde no serviço.

Durante o interrogatório à polícia, o homem contou que comprou a motocicleta pelo Facebook, por R$ 1.300,00, de uma pessoa desconhecida, e só teria descoberto que o veículo é roubado há uma semana, quando tentou vender a moto por estar com dificuldades financeiras.

Ele também confessou que já foi preso por furto no estado de Goiás, O homem passa por audiência de custódia na manhã desta quinta-feira (22) no Fórum de Campo Grande. Ele responde por roubo na forma tentada e receptação, já que a moto usada durante a tentativa de assalto é roubada.

Rua no Carandá Bosque onde ocorreu tentativa de assalto. (Foto: Google Maps)
Rua no Carandá Bosque onde ocorreu tentativa de assalto. (Foto: Google Maps)

O crime - O assaltante foi preso pela Polícia Militar depois de fugir a pé do local do crime. Ele abordou a vítima, uma mulher de 34 anos, no momento que ela entrava em um carro de aplicativo. Em cima da moto, ele parou ao lado do veículo com uma arma de brinquedo em mãos.

O motorista de aplicativo, de 38 anos, partiu para cima do homem, derrubando a arma da mão do bandido e derrubando ele da moto. O assaltante tentou fugir a pé, mas foi preso pela PM.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário