A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/02/2016 19:07

Homem é preso suspeito de receptar pelo menos R$ 100 mil em produtos furtados

Polícia encontrou cerca de 10 mil peças na casa do suspeito

Bianca Bianchi
Irismar Martinez cumpriu 15 anos de prisão e estava em liberdade condicional (Foto: Alan Nantes)Irismar Martinez cumpriu 15 anos de prisão e estava em liberdade condicional (Foto: Alan Nantes)

Um homem de 40 anos foi preso por volta das 21h dessa terça-feira (16), em Campo Grande, suspeito de receptar cerca de 10 mil peças roubadas e furtadas. Os produtos, que compreendem peças de carro e de moto, itens de academia, aparelhagem de som, equipamento médico, entre outros, estão avaliados em R$ 100 mil.

A Polícia Civil chegou até Irismar Martinez, vulgo China, enquanto investigava o furto de uma grande quantidade de fios de um depósito da Vila Almeida há oito dias. De acordo com informações da polícia, Irismar teria encomendado o furto e estaria intermedianto a venda do material.

Em posse das características de um veículo que Irismar usava, a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) fez buscas na região do bairro Cophatrabalho, onde o suspeito morava, e encontrou o veículo estacionado. Ao se aproximar do veículo, a polícia deu voz de prisão, mas o suspeito teria entrado em luta corporal com os policiais e fugido, sendo alcançado logo em seguida.

Na casa do suspeito, localizada na avenida Café Filho, no bairro Cophatrabalho, a polícia encontrou um freezer e uma piscina cheios de produtos, além de objetos espalhados por todos os cômodos.

Entre os produtos estavam um adipômetro no valor de R$ 2.100,00, um medidor de frequencia cardíaca no valor de R$ 800,00, uma máquina de solda de R$ 1.200,00, um ar condicionado de 80 mil btus avaliado em R$ 9 mil, livros da biblioteca da Uniderp, além de tablets, celulares, caixas de ferramentas, uma cadeira de rodas, duas motocicletas e um carro.

De acordo com o delegado Reginaldo Salomão, responsávle pelo caso, o suspeito afirmou, em depoimento, que todos os produtos foram comprados com dinheiro do próprio trabalho, ganhados de amigos e parentes ou achados por ele mesmo.

A Polícia Civil acredita que sejam pelo menos 15 o número de vítimas dos furtos, entre eles uma igreja e uma oficina mecânica.

Irismar já foi condenado a 30 anos de reclusão por receptação e porte de arma, dos quais cumpriu 15 no Presídio de Segurança Máxima em Campo Grande e estava em liberdade condicional há dois.

O suspeito pode responder pelo crime de receptação na modalidade continuada.

Alguns dos produtos encontrados na residência de Irismar (Foto: Alan Nantes)Alguns dos produtos encontrados na residência de Irismar (Foto: Alan Nantes)
Delegado Reginaldo Salomão, responsável pelo caso (Foto: Alan Nantes)Delegado Reginaldo Salomão, responsável pelo caso (Foto: Alan Nantes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions