A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/09/2015 08:01

Homem foi baleado durante troca de tiros entre policiais e assaltante

Viviane Oliveira e Filipe Prado
Nilton foi preso em flagrante por tentativa de assalto. (Foto: Marcos Ermínio) Nilton foi preso em flagrante por tentativa de assalto. (Foto: Marcos Ermínio)

Após tentativa de assalto, Mauro Soares Feitosa, 42 anos, foi baleado durante troca de tiros entre a polícia e o assaltante Nilton Braz Venuti, 28 anos. O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (17), na Rua Barão do Rio Branco, entre a José Antônio e a Padre João Crippa, no Centro de Campo Grande. Provavelmente o tiro que feriu a vítima partiu da arma da polícia.

Conforme o comandante da 5ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), Oeliton Figueiredo, Nilton estava armado com revólver calibre 32 e tentou assaltar duas pessoas na região central, próximo a Igreja São José. A primeira vítima foi um homem de 43 anos, que conseguiu fugir, foi até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e acionou a PM.

Os policiais foram até o local e conseguiram chegar no momento em que o assaltante abordava Mauro. Ao ver os militares, Nilton atirou contra a polícia, que revidou e no meio do confronto, Mauro acabou baleado com um tiro na coxa direita. Ele foi socorrido e levado à Santa Casa.

Nilton foi preso em flagrante por tentativa de assalto. Em depoimento, ele falou que é sushiman e trabalha em um restaurante da região. O rapaz, que tem passagem pela polícia por casos relacionados a acidente trânsito, usava uma moto Honda Titan, de cor verde, para cometer os crimes. 

Na Capital, a cada 1 hora e 20 minutos, uma pessoa é vítima de bandido armado com um revólver, faca ou pedaço de pau. Do dia 1º de janeiro a 8 de setembro deste ano, foram registrados 4.437 casos.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...


A população está à mercê da bandidagem. Os idiotas do governo Lula, que planejaram o Estatuto do desarmamento esqueceram de avisar os bandidos que esse famigerado Estatuto também valeria para eles. Agora o cidadão não pode mais se defender pois o Estado e esse desgoverno vergonhoso, acham que está tudo bem.
Tomara que o deputado Jair Bolsonaro consiga reverter essa situação no seu Projeto de Lei e casse esse maldito Estatuto do Desarmamento.
Pelo menos teremos uma chance de defesa.
 
Barbarossa em 17/09/2015 10:25:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions