A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

29/11/2018 23:43

Homem que matou passageiro de táxi é condenado a 5 anos no semiaberto

Adriano Fernandes
Diogo à época do crime, durante uma audiência de custódia. (Foto: Arquivo) Diogo à época do crime, durante uma audiência de custódia. (Foto: Arquivo)

O administrador rural Diogo Machado Teixeira, de 42 anos, foi condenado a cinco anos de prisão em regime semiaberto por ter matado José Pedro Alves da Silva Júnior, 22 anos, passageiro de um taxi que ele colidiu, embriagado, depois de sair da Valey na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande.

Na decisão desta quinta-feira (29) o juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, também determinou a suspensão da habilitação de Diogo para dirigir pelo mesmo período.

O julgamento ocorreu esta tarde, cinco anos após o acidente. À época, Diogo Machado foi preso em flagrante e solto dois meses depois e pagou fiança de R$ 101.700 destinada a família das vítimas.

Mortes - Diogo saiu da Valey de camionete depois de ter bebido “três ou quatro cervejas mais um ou dois copos com doses de vodka”, disse em depoimento. Ao fazer uma conversão na Rua Goiás para seguir pela Avenida Afonso Pena ele bateu em um táxi provocando a morte do passageiro José Pedro Alves da Silva Júnior, 22 anos.

Além da morte do passageiro, cinco meses depois o motorista do taxi Sebastião Mendes da Rocha, 51 anos, que ficou ferido na colisão, também morreu.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions