A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

10/12/2018 19:02

Idosa mora em hotel que pegou fogo e foi retirada de quarto por funcionário

Maria Aparecida de Oliveira afirma que viu TV e ventilador desligarem, mas permaneceu deitada até que funcionário foi ao local e avisou sobre incêndio

Humberto Marques e Liniker Ribeiro
Maria Aparecida disse que estava deitada e viu eletrônicos desligarem, sendo retirada do local por funcionário. (Foto: Paulo Francis)Maria Aparecida disse que estava deitada e viu eletrônicos desligarem, sendo retirada do local por funcionário. (Foto: Paulo Francis)

Maria Aparecida Henrique de Oliveira, 74, foi retirada sem ferimentos do quarto em que mora no Hotel Nacional, no bairro Amambai, por um funcionário que a alertou sobre o incêndio que destruiu o segundo andar do prédio na tarde desta segunda-feira (10). Ela disse ter sentido um forte calor, mas não imaginou que o mesmo seria causado pelas chamas.

A idosa disse que assistia a televisão quando sentiu um calor muito grande. A TV foi a primeira a desligar, seguida do ventilador. Ela estava deitada, quando um funcionário bateu à porta e logo foi entrando e avisando do incêndio. Ele a pegou pelo braço e ajudou a sair do prédio.

“Eu pensei que fosse passar mal. Me deram água com açúcar porque fiquei muito nervosa. Quase não conseguia segurar o corpo”, disse ela. Na saída, conseguiu pegar a bolsa, documentos pessoais e alguns medicamentos –disse ter pago R$ 480 pelos remédios da última vez.

Maria disse que mora há 3 anos e 5 meses no hotel. Natural de Amandina (distrito de Ivinhema, a 282 km de Campo Grande–, disse ser “sozinha no mundo”: o marido faleceu em 2004 e, sem filhos, decidiu viver no Nacional, onde disse ter um apego muito grande com o lugar e, principalmente, com os funcionários. “Todo mundo é muito educado e a dona, muito simpática”, disse.

Chamas destruíram o segundo andar do prédio. (Foto: Carlos Eduardo/CA DRONE Imagens Aéreas/Divulgação)Chamas destruíram o segundo andar do prédio. (Foto: Carlos Eduardo/CA DRONE Imagens Aéreas/Divulgação)

A moradora teve de esperar autorização do Corpo de Bombeiros para entrar no quarto, que não teria sido atingido no incêndio. “Apesar do susto, fico feliz que ninguém se feriu. É melhor perder as coisas materiais do que a vida da gente”, contou Maria.

Fogo – O incêndio no Hotel Nacional começou depois das 15h, ainda não sendo claras as suas causas. As primeiras informações indicam que ele começou no segundo andar, que ficou seriamente danificado. Parte do telhado ruiu e algumas janelas foram totalmente destruídas.

A fumaça pode ser vista de outras regiões da cidade. Três caminhões do Corpo de Bombeiros, uma unidade de apoio e um caminhão-pipa foram deslocados para o local. O fato chamou a atenção de curiosos, que se aglomeraram na região. A Rua Dom Aquino foi interditada nas imediações do prédio, a partir da esquina com a Rua Allan Kardec, enquanto a Energisa providenciou o desligamento da rede para evitar curtos-circuitos.

O combate às chamas durou cerca de uma hora, sendo sucedido dos trabalhos de rescaldo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions