A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/01/2015 17:30

Idoso realizou sonho de dançar valsa com neta um mês antes de morrer

Michel Faustino e Ricardo Campos Jr.
Filha diz que Alcides morreu com o sonho realizado. (Foto: Alcides Neto)Filha diz que Alcides morreu com o sonho realizado. (Foto: Alcides Neto)

Pouco menos de um mês antes de ser vítima de um triste acidente de trânsito, ocorrido ontem (21), Alcides Ângelo da Silva, 77 anos, conseguiu realizar o sonho de sua vida: dançar valsa com a neta no dia do seu aniversário de 15 anos.

Segundo uma das filhas do idoso, Maria Cristhina Angela da Silva Fagundes, 49 anos, ele era apaixonado pela neta. Conforme os familiares, Maria Clara era o xodó do vovô. "Ele dizia que era o sonho dele, que queria dançar valsa com ela. E isso desde que ela era pequenina”, disse.

Por um instante, quase que uma outra fatalidade colocou fim no sonho de Alcides. Um mês antes do aniversário, 6 de dezembro, Mária Clara perdeu o avó paterno, e a família enlutada já não pensava em realizar a festa.

“Meu sogro tinha morrido há poucos dias e não iriamos fazer mais a festa. Mas, sabíamos desse sonho do meu pai e mesmo em luto resolvemos fazer. Eu fiquei me culpando por ter feito aniversário de luto, mas agora vejo que foi o certo, e ele conseguiu realizar o sonho dele. Agora ele se foi”, disse a filha.

Contudo, Maria Cristhina se diz conformada com a perda do pai, e não atribui a culpa no motociclista que o atropelou, o que posteriormente ocasionou a sua morte.

“Não guardo ressentimento algum do motociclista. Eu acho que chegou a hora. Infelizmente foi uma fatalidade”, disse.

O velório realizado na tarde de hoje (22) foi acompanhado por poucos familiares e amigos. O único que aparentava estar ainda abalado era o irmão de Alcides. Amando Ângelo da Silva vivia com ele e era o “companheiro inseparável”. O idoso morreu aos 77 anos e deixou cinco filhos.

Acidente - Alcides Ângelo da Silva, 77 anos, foi gravemente ferido na manhã de quarta-feira (21), após ser atropelado por uma moto. Ele foi socorrido e deu entrada na Santa Casa, mas acabou não resistindo e morreu na noite desta quarta-feira na Santa Casa. Ele e o irmão buscavam remédio no CEM (Centro de Especialidades Médicas de Campo Grande) e, ao atravessar a Rua 13 de Maio, foi atropelado.

Segundo o irmão da vítima, que o acompanhava até o CEM para retirar um remédio, os dois atravessavam a rua quando observaram a aproximação de um carro.

Ao tentar voltar para a calçada, o idoso acabou sendo atropelado por uma moto, pilotada por Evandro Cesar de Oliveira, 27. O piloto explicou à polícia que seguia em baixa velocidade pela rua e tentou desviar, jogando a moto na calçada, mas não conseguiu. Na queda, o idoso bateu a cabeça no chão e ficou desmaiado até a chegada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions