ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  03    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Inquérito irá investigar pais de menino que morreu afogado

A criança, de 3 anos, caiu em piscina de aproximadamente 1,40 metro de profundidade em parque após se perder dos pais

Por Aletheya Alves | 26/10/2020 15:35
Menino, de 3 anos, morreu após ficar internado durante uma semana. (Foto: Reprodução/Facebook)
Menino, de 3 anos, morreu após ficar internado durante uma semana. (Foto: Reprodução/Facebook)

Inquérito será instaurado pela DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) para investigar morte de menino que se afogou em parque aquático de Campo Grande. Os diretores do clube também serão ouvidos. A criança, de 3 anos, caiu em piscina após se perder dos pais no dia 18 de outubro.

Conforme informado pela delegada titular da DEPCA, Marília de Brito Martins, a investigação será aberta para apurar as causas do acidente. Ela explica que os envolvidos serão ouvidos para verificar se houve negligência dos pais, de quem estava cuidando do menino, do parque aquático e, também, se é possível constatar algum dolo.

O menino se afogou em piscina de aproximadamente 1,40 metro de profundidade e, segundo informações do dia do acidente, pessoas que viram a situação resgataram a criança e acionaram o salva-vidas. Ele morreu sete dias após o acidente.

Equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionadas para concluir o resgate, sendo necessário realizar manobra de reanimação. Ele foi encaminhado para a Santa Casa em coma induzido e depois foi transferido para o hospital da Cassems.

A família autorizou a doação de órgãos do menino e, de acordo com o pai da criança, Guilherme Lins, o prazo pedido pelo hospital fez com que a família não tivesse horário previsto para velório e sepultamento.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário