A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/01/2014 10:57

Instagram nega pedido e Polícia recorre a Justiça para saber IP de internauta

Graziela Rezende

A matriz do Instagram, nos Estados Unidos, negou o pedido da Polícia Civil da Capital para enviar a identificação do internauta que publicou fotos intimas de uma adolescente de 16 anos, há quase dois meses. Na ocasião, a vítima estaria embriagada em uma festa e perdeu o cartão de memória de seu celular, sendo as imagens “espalhadas” nas redes sociais.

“O pedido foi negativo e agora necessitamos de uma ordem judicial para obter a localização da pessoa que publicou as fotos nuas da adolescente. As requisições enviadas não somente a Instagram, mas também o Google e o Facebook tem sido negadas com frequência pelas empresas americanas”, afirma o delegado titular da Devir (Delegacia Virtual), Marco Antônio Balsanini.

Por conta dos transtornos, a Polícia ressalta que o ideal é não realizar “este tipo de foto”, ou então não deixá-las armazenadas em dispositivos móveis. “Essa atitude é a mesma de imprimir uma foto sua pelada e colocá-la na bolsa. Uma hora acontece dela ser furtada ou alguém visualizar”, alerta o delegado.

Por mês, a Devir atende em média cinco casos do gênero. A delegacia, na verdade, atende em apoio a outras unidades especializadas. No caso da adolescente, o fato é investigado pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente).

Descuido - Em depoimento, a adolescente comentou que as fotos foram tiradas por ela no início de 2013, dentro do seu quarto. Nua e em cenas sensuais, as fotos ficaram armazenadas no celular da menina. Como possuía senha, a adolescente diz que se sentia segura para manter as fotos no seu telefone.

Recentemente, ela foi até uma festa e ingeriu bebida alcoólica. Durante a confraternização, a menina entregou o cartão de memória do celular para ser colocado na caixa de som do local.

Embriagada, a jovem chegou em casa por volta das 4h da manhã do dia seguinte e se deu conta que o celular e o cartão de memória foram furtados. No mesmo dia, as fotos foram publicadas e compartilhadas em perfis no Facebook e no Instagram, rede social de fotografias.

Polícia pede nos EUA "perfil fake" de suspeito de publicar fotos nuas
A Polícia Civil da Capital está recorrendo à matriz do Instagram, nos Estados Unidos, para descobrir a origem do internauta que publicou fotos intima...
Fotos íntimas vazam na internet e menina de 16 anos procura a polícia
Uma adolescente de 16 anos procurou a Polícia Civil nesta sexta-feira (29) depois que fotos íntimas vazaram na internet. O caso está sendo investigad...


aaaah para essas guria são tudo cara de pau elas mesmas estavam distribuindo as fotos ..... no bairro a fama delas já é conhecida a própria falou que não se importa com as fotos pois agora os meninos estão mais proximos disse até que ela bebe de graça, fuma de graça e da tudo de graça rsrs...o pai delas que faz moral dizendo que é bravo mas nunca educou as filhas sempre foram soltas se os pontos de onibus do bairro falassem ai que elas estavam perdidas. cadê aquela lei que menor não pode consumir bebida alcoolica e tem horário para se recolher???? exemplo vem de dentro de casa!
 
Andrea dos santos em 14/01/2014 13:16:04
Eu não vou nem comentar.
 
Cleide Moura em 14/01/2014 12:59:42
dar bebida alcoólica a menor não e crime mais,porque a policia só esta investigando as fotos dela nua nas redes sociais e não quem deu ou autorizou a menor encher a cara de chachaça.os pais ou os amiguinhos dela que talves foram os autores de divulgar as fotos.
 
nilton sabino em 14/01/2014 12:26:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions