A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/01/2013 10:50

Invasores de terreno no lixão recorrem ao TJ para evitar despejo

Aline dos Santos
Ocupação no Mundo Novo começou em dezembro. (Foto: Luciano Muta)Ocupação no "Mundo Novo" começou em dezembro. (Foto: Luciano Muta)

Um recurso no TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) tenta derrubar a liminar determinando o despejo de famílias acampadas em terreno da Prefeitura em frente ao lixão, no bairro Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande.

A ordem para a saída da área foi determinada em 18 de janeiro pelo juiz da 2ª Vara de Fazenda e Registros Públicos, Ricardo Galbiati. A invasão começou em dezembro. O loteamento com 520 famílias já tem até nome: Mundo Novo.

De acordo com o advogado Flávio Renato Almeida Reyes, o agravo de instrumento apresentado ao tribunal questiona o impacto social do cumprimento da liminar. “A nossa intenção é que tenha um prazo para que consigam outro local. São duas mil pessoas”, afirma o advogado.

Segundo ele, o grupo também busca apoio de vereadores. Ainda não há decisão quanto ao recurso, que foi apresentado na última sexta-feira.

A invasão começou após o fechamento do lixão, em dezembro do ano passado. No entanto, além dos catadores, outras pessoas engrossam o número de invasores. Elas justificam que estão em busca da casa própria. Por decisão judicial, o lixão foi reaberto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions