A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

08/05/2019 10:10

Jovem de 19 anos é espancada e mantida em cárcere pelo ex-namorado

Polícia invadiu a casa do autor e resgatou a vítima; jovem apresentava hematomas no rosto e mordidas pelo corpo

Kerolyn Araújo
Casa da Mulher Brasileira, onde fica a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), em Campo Grande. (Foto: Arquivo)
Casa da Mulher Brasileira, onde fica a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), em Campo Grande. (Foto: Arquivo)

Uma jovem de 19 anos foi espancada e mantida em cárcere privado pelo ex-namorado e um amigo dele na noite de ontem (7) no bairro Monte Castelo, em Campo Grande. A vítima possuía medida protetiva contra o autor.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a jovem estava em um bar na região central de Campo Grande na companhia de uma amiga e dois amigos, quando o ex-namorado, de 24 anos, chegou ao local. Ele abordou a jovem e a levou para um canto do estabelecimento. Eles passaram aproximadamente 10 minutos conversando.

Ao retornar para a mesa, a vítima chamou os amigos para irem embora e eles deixaram o local rumo a outro estabelecimento. No meio do caminho, o carro onde a jovem estava foi fechado pelo veículo do amigo do ex-namorado.

Conforme o registro policial, o ex-namorado foi até o carro onde a jovem estava com a amiga e retirou a vítima pelos cabelos de dentro do veículo. Ela foi colocada a força dentro de um Fiat Mobi, que pertence ao amigo do autor, e levada para a casa do ex. No local, a jovem foi agredida e mantida em cárcere pela dupla.

A Polícia Militar foi acionada e se deslocou até o endereço, no bairro Monte Castelo, mas os rapazes não atenderam o chamado. Os militares invadiram a casa e encontraram a vítima nua e molhada, enrolada em um cobertor e com vários hematomas no rosto e mordidas pelo corpo.

A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Coronel Antonino. À polícia, ela disse que não chegou a sofrer violência sexual.

Ainda conforme a polícia, a vítima já havia registrado boletim de ocorrência contra o autor e possuía uma medida protetiva. 

O agressor e o amigo foram presos em flagrante por lesão corporal dolosa e violência doméstica. O caso será investigado pela Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher).

Senado aprova PL que protege mulheres vítimas de violência doméstica
O Senado aprovou na noite de hoje (9) um projeto de lei (PL) que autoriza que autoridades policiais possam determinar a aplicação de medidas protetiv...
Enquete mostra que 84% das pessoas conhecem alguma vítima de violência doméstica
A maioria dos participantes da enquete desta semana conhece alguma pessoa que tenha sido vítima de violência doméstica. O assunto foi abordado em dec...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions