A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

30/12/2013 11:57

Jovem diz que participou de sequestro sem saber e para ganhar uma moto

Bruno Chaves e Graziela Rezende
Hugo prestou depoimento nesta segunda (30) e continua preso (Foto: Graziela Rezende)Hugo prestou depoimento nesta segunda (30) e continua preso (Foto: Graziela Rezende)

O 5° sequestrador da recém-nascida Nicole prestou depoimento na DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) nesta segunda-feira (30). A conversa com o delegado Paulo Sérgio Lauretto durou uma hora e 40 minutos. Na declaração, Hugo Vinícius de Lima, o Jack, 19 anos, disse que foi convidado para cobrar uma dívida de drogas e que ganharia pelo serviço parte do dinheiro de uma moto, mas o grupo formado por cinco pessoas saiu do bairro Dom Antônio Barbosa com uma criança roubada. O crime ocorreu no dia 16 de novembro.

“Eu fui pego de surpresa, tanto quanto o Samir [de Souza El Ossais, 33 anos], que dirigiu o carro”, disse Hugo ao delegado se referindo ao sequestro da bebê. De acordo com acusado, Renata Araújo Lima, 33, presa com a criança três dias após o sequestro, teria convidado o restante da quadrilha para cobrar uma dívida de drogas.

Hugo contou que foi à casa da mulher para usar drogas e lá foi convidado para ajudar na cobrança de uma dívida. Ele disse que não sabia a origem desse débito e nem o quanto iria receber pelo serviço. “Mas a Renata garantiu que se a gente não pegasse o dinheiro, a gente sairia de lá com uma moto de recompensa”, contou à polícia.

Quando o grupo chegou ao bairro e parou o carro, segundo Hugo, Renata avistou a mãe da vítima e disse ao marido Carlos dos Santos, 25: “Aquela ali não é a mulher dele?”, se referindo a mãe do filho de Robson dos Santos Hossimaister, 22. Carlos sabia que Nicole era fruto de um relacionamento extraconjugal entre Robson e a adolescente de 14 anos.

Depois de Carlos confirmar para Renata que a menina que andava na rua com uma criança nos braços era mãe do filho de Robson, os dois decidiram pelo sequestro. Carlos desceu do veículo e em seguida retirou a criança dos braços da mãe. “Fiquei chocado com a situação”, contou Hugo ao delegado.

Conforme o Lauretto, “Hugo garantiu que saiu de casa para cobrar uma dívida e não sabia que a criança seria moeda de troca”. O delegado ainda afirmou que o depoimento do acusado confirma suspeita da polícia, de que Renata é a articuladora do sequestro.

“Agora complicou para o Robson, já que o Hugo apontou que ele teria participado do planejamento, que ele devia algo para a Renata”, disse o delegado.

Os cinco acusados do sequestro permanecerão presos. Todos estão no presídio, com exceção do Hugo que aguarda uma vaga na Penitenciária de Trânsito. Todos responderão por sequestro e cárcere privado, além de formação de quadrilha.

O inquérito policial já está no MPE (Ministério Público Estadual). Após o depoimento de Hugo, o delegado fez um auto-suplementar para incluir a versão do último acusado nos autos do processo. Agora, a Polícia Civil aguarda um laudo pericial no veículo utilizado no crime para finalizar o caso.

Preso no Natal – Hugo foi preso no dia 27 de dezembro enquanto caminhava pela rua no bairro Serra Azul. Ele foi reconhecido pela Polícia Militar, que fez a abordagem.

O irmão de Hugo disse à polícia que o acusado estava foragido no Paraguai. O sequestrador confirmou que estava no país vizinho e que só voltou para o Brasil para passar Natal com a família. A intenção dele era retornar em seguida.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions