A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/01/2011 12:08

Jovem que diz ter sido agredido na Move passa por exame de corpo de delito

Ana Maria Assis
Conforme empresa de segurança, marcas nas costas foram causadas por reação do próprio rapaz. (Foto: Divulgação)Conforme empresa de segurança, marcas nas costas foram causadas por reação do próprio rapaz. (Foto: Divulgação)

O jovem de 20 anos que acusa seguranças da boate Move por agressão, foi esta manhã até IML (Instituto Médico Legal) fazer o exame de corpo de delito. A confusão ocorreu na madrugada do dia 1º, durante a festa de réveillon promovida pela boate, que fica próxima a Feira Central.

O rapaz registrou boletim de ocorrência na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento) e entrou em contato com o Campo Grande News afirmando que foi agredido primeiro com um tapa no rosto, e em seguida com socos de vários seguranças. Ele chegou a mostrar marcas nas costas e disse que o motivo da surra teria sido banal.

Conforme o boletim registrado na Depac, as agressões começaram quando o segurança foi até ele avisando que não podia fumar no local. O jovem teria respondido que não sabia da proibição, e então, os seguranças iniciaram as agressões. Já os supostos agressores, afirmaram que ele desobedeceu as ordens após ser avisado mais de uma vez, xingou os seguranças e, ainda, deu um tapa no rosto de um deles.

O rapaz, ao voltar do exame de corpo de delito, ainda confirma a sua versão dos fatos e reclama que “a Boate Move contrata vários seguranças sem treinamento e preparo”. O rapaz diz que vai entrar com processo contra a Move e a empresa de segurança Apolo. Segundo o jovem, “nada do que os seguranças falaram no depoimento é verdade”. Ele afirma, ainda, que vai procurar a Justiça para que sejam concedidas cópias das imagens da câmera de segurança da boate. “Eles não quiseram me dar as imagens da câmera, eu quero cópias para provar o que realmente aconteceu”.

Empresa de segurança

A empresa de segurança Apolo afirmou ao Campo Grande News que nesta manhã realizou uma reunião com todos os seguranças que trabalharam na Move na noite de Reveillon. Wagner Gonçalves Miranda, supervisor da Apolo, disse que a empresa está fazendo uma investigação interna para reunir provas que municiem os seguranças contra as acusações do jovem.

Wagner afirmou que todas as empresas de seguranças de Campo Grande costumam ter dificuldades para manter as boates de acordo com a Lei Anti-fumo desde que a norma entrou em vigor. Ele explica que estabelecimentos como a Move são frequentados por jovens, que ingerem bebidas alcoólicas e que não costumam obedecer pacificamente às regras impostas pela segurança. Segundo o supervisor, as marcas de agressões ao rapaz foram resultado de golpes, como o “mata leão”, realizados pelos seguranças apenas para imobilizar o jovem, que se debatia e também acabava causando lesões em si mesmo.

“Os nossos seguranças são treinados e qualificados, em escola credenciada pela Polícia Federal. O jovem não estava sozinho. Ele estava com amigos que também foram para cima dos seguranças”, defendeu Wagner. Ele afirmou que em qualquer abordagem, são utilizadas táticas de imobilização que podem deixar marcas, principalmente em caso de reação. “Se ele estava agressivo, infelizmente não há como imobilizá-lo sem que fiquem hematomas. Nas costas ele possui arranhados, e não marcas de socos. O que pode ter ocorrido ao bater as costas na parede ou na quina de alguma porta, ao se debater”.

Wagner disse, ainda, que os seguranças não ficaram com marcas das agressões que partiram do rapaz por que são treinados para conter esse tipo de reação, mas estavam de terno e alguns tiveram suas roupas rasgadas.



em primeiro lugar felis ano novo pra todos ai em campo grande ms estou aq na bahia ilheus e vi a materia no site olha conheço o pessoal da apolo todos bons profissionais e tem treinamento sim e todos sao bem orientados pelo vagner q conheço a muito tempo e tem muito experiencia na area de segurança acho q esse jovem deve estar aumentando para tira algun proveito financeiro se nao quer apanhar nao bate em ninguem nao é porvc pagou entrada vc pode fazer oq quizer vc nao ta na sua casa lei é lei esses filhinhos depapai tem q aprender a respeitar as pessoas q tao tao trabalhando se o pai e a mae nao ensinou a rua vai ensinar isso conserteza vai ensinar um abraçao a todos e m breve estarei ai feliz ano novo aos colegas da apolo nem deus agradou a todo mundo parabens pelo trabalho bom q vem fazendo !
 
WEILLER FELIZARDO GIMENEZ em 04/01/2011 06:20:56
TDOS AS FESTA DA BOATES TEM VIOLENCIA POR PARTE DOS SEGURANÇAS, ELES SÃO MTO VIOLENTO E NÃO RESPEITA OS CLIENTE DA BOATE, EU NÃO FUI MAIS LÁ .
 
eduardo senna em 03/01/2011 12:28:23
Segurança foi treinado para tirar as pessoas para fora, e lá fora as pessoas se resolvem e eu ja vi segurança ignorante, são poucos segurança que tem paciencia. Nesse caso o segurança esta errado, e se ele matasse o menino com o mata leão ?
 
Eduardo Figueiredo Borges em 03/01/2011 08:23:38
Bom... com certeza esse rapaz deve ter feito algo para que os seguranças fossem até ele... tenho amigos que são seguranças e sei que eles estão la para evitar brigas e confusões... O que acontece é que mtas pessoas saem de casa para ir para bares, boates, etc, para se divertir pois trabalham e querem se descontrair, mas há aquelas pessoas que ja saem de casa com intenção de acabar com a festa dos outros...
esse caso tem que ser bem analizado msmo, pois se aconteceu algo com esse rapaz ai, pode ter ceretza que ele não estava la em algum lugar da boate dançando e curtindo a festa com os amigos... pois se não os seguranças não teriam tido essas atitudes de contenção contra ele...
 
Tiano Moraes em 03/01/2011 07:48:08
Se fosse sujeito decente e trabalhador tava em casa dormindo as quatro da
manhã.
 
Teodoro Rusvelt em 03/01/2011 06:44:43
Bom... não podemos generalizar... há excessos de todos... do RAPAZ abusado em fumar e ser avisado e persistir no erro... e tbm da equipe de seguranças, pois todos sabemos que não são preparados para determinada situação, porem nada justifica tal violencia... É ANALISAR TODOS OS FATOS... E PUNIR TODOS OS ENVOLVIDOS DE MANEIRA EQULIBRADA E SENSATA.
 
JOAO FELIPE em 03/01/2011 06:05:00
sou frequentador de boates a anos e na realidade o risco que um segurança corre, para manter a ordem, buscando sempre preservar a integridade física dos demais clientes e ainda ter que aguentar esses tipos de pessoas que tulmutuam a noite inteira e que estão pela noite campograndense, causando transtorno para os que realmente saem de casa para se divertir. Realmente não deve ser fácil ser segurança mesmo! Um "playboy" vai até a boate causa o maior tumulto e sempre posam de anjinhos e coitadinhos.
São os santos da noite! O segurança resolveu espancar pela boa educação do anjinho da noite... pára com isso...vamos respeitar os direitos alheios!!!!! Saiam de casa para se divertir não para arrumar encrenca!!!!
 
carlos eduardo seixas em 03/01/2011 06:04:09
O rapaz da foto deve ter se exaltado para levar a surra. Dificilmente alguém apanha numa boate por seguranças sem ter feito algo. Acontece que, ambos os lados, dizem ter levado um tapa no rosto. Como houve agressão, a resposta dada tbm foi feita com agressão. Errou as duas partes. Como o rapaz é um (devia estar só ou mau de amigos) e seguranças são vários na boate, acabou entao levando a pior.
A Falta de respeito de ambas as partes foi o estopim para as agressões. RESPEITO ao próximo. Enquanto isso não houver...surras e mortes vão continuar!!!
 
Joao Pedro Souza em 03/01/2011 06:00:40
As pessoas que trabalham nessa boate parecem ser bastante amadoras. Tem uma amiga que foi lá e estava sendo atendida no bar, quando chegou um cara e disse que queria ser atendido, passando na frente dela. Ela argumentou que estava sendo atendida e ele disse que estava com pressa e que era o dono daquilo. E foi atendido pelo funcionário (que não queria perder seu emprego, né?). Eu achei um absurdo. Completo desrespeito. Esses donos de boates e bares acham que mandam e desmandam em todo mundo. Não sei se é esse o caso, mas eles costumam dar ordens a seguranças para bater nas pessoas e tem absoluta confiança na impunidade. Alguém precisa fazer algo para conter essas atrocidades.
 
Jose Fonseca em 03/01/2011 04:39:58
Ninguem agride alguem sem motivos... e dizer que não sabia que não podia fumar lá dentro, sendo que tem área LÁ FORA pros fumantes, é muita conversa fiada...
 
Fernanda Damata em 03/01/2011 04:08:26
Eu vi esse jovem la na festa, ele estava meio alterado e arrumando confusão, foi alertado pelos seguranças, pelo o que eu vi ele partiu para cima dos seguranças, porém os seguranças reagiram de forma alem do necessario quanto a violência, mesmo assim ainda fico do lado dos seguranças, pq foi esse rapaz que começou toda a confusão.
 
João Amadeu em 03/01/2011 03:32:19
Fui frequentador de casas noturnas por muitos e muitos anos, e nunca vi ninguem apanhar em boate de seguranças atoa, sem motivos.
É mais do que óbvio que esse rapaz desrespeitou a ordem dos seguranças de que não podia fumar no local, e com certeza deve ter botado "banca de machão", afinal depois de algumas doses tem muito muleque por ai que resolve achar que é homem. TENHO CERTEZA ABSOLUTA que isso aconteceu nesse caso ai tambem.
O problema é que os pais sempre acham que seus filhos são "anjinhos" quando acontecem essas situações....
 
Gilson Flores em 03/01/2011 03:31:16
E VOCÊS ACHAM QUE ALGUÉM VAI ACREDITAR NISSO... ATÉ UMA CRIANÇA DE 5 ANOS ARRUMARIA UMA DESCULPA ESFARRAPADA DESSA POR BRIGAR COM UM COLEGUINHA. HAJA PACIÊNCIA!!!
 
Hellen Farias em 03/01/2011 03:23:58
MEU FILHO TB JA FOI AGREDIDO POR SEGURANÇA SEM MESMO SABER O QUE ESTAVA ACONTECENDO, PRECISAMOS DE PESSOAS COMPETENTES, SE NAO E MELHOR SOLTAR UM PET BUL QUE FICOU O DIA TD SEM COMER E AMARRADO DE QUE ESSES CARAS QUE SE DIZ SER SEGURANÇA
 
ESTER GOMES DOS REIS em 03/01/2011 03:11:51
o despreparo dos seguranças são uma coisa fantastica
eles acham que vão ou estão num campo de gerra!!!! e se acham!!!!!
 
alfredo jorge em 03/01/2011 02:58:50
O Wagner que me desculpe, mas teoricamente o " mata-leão" deixaria algumas marcas no pescoço do rapaz e não nas costas.
 
jacson h rossato em 03/01/2011 02:39:45
São dois lados que devem ser ouvidos e analisados com cautela. Sabemos que existem jovens mal educados e que trangridem as regras, mas também existem profissionais que não estão bem preparados e facilmente perdem a razão, usando de violência física.
 
Emília Gimene em 03/01/2011 01:43:54
ixi que fria essa situação hein '
 
Flávio Nunes em 03/01/2011 01:34:39
Reunir provas que municiem os seguranças ou confecionarem provas inidôneas...? mostrem logo as imagens...afinal de contas, quem promoveu a desordem?!! Até onde eu sei a lei antifumo sugere, em casos tais, que chamem à polícia...e, NÃO espanquem o fumante!!! E, outra, tinha muito mais gente fumando no local, antes, durante e depois, ... será que os fumantes levaram bolsas com carteiras de cigarro ou também era possível adquirir no local???? Onde estão essas imagens????
Esse não é o primeiro e, da forma como estão conduzindo, não será o último caso de agressão dentro da MOVE CLUB. Não esperem o pior acontecer,... vocês tem capacidade para fazer diferente, para fazer direito... e não se esqueçam,... todos que frequentávamos e os que, ainda, frequentarão o local são CONSUMIDORES e, acima de tudo, seres humanos.
 
Ludmila Gutemberg em 03/01/2011 01:24:07
O jovem ali não é nenhum coitadinho, esse tipo de festa alías só vai filhinho de papai, usuários de drogas e afins...
O segurança pode até ter agido de forma truculenta, mais ter que aguentar filhinho de papai bebado (ou sobe efeito de drogas)dando xilique em boate para se aparecer..... é fogo!
 
Carlos Moura Brandão em 03/01/2011 01:03:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions