A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

21/06/2013 11:10

Jovem que passou mal durante protesto está internada na UTI da Santa Casa

Francisco Júnior e Aliny Mary Dias

A jovem de 24 anos que passou mal durante o protesto de ontem (20) no centro de Campo Grande está internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a jovem, que foi identificada como Luanna, respira com ajuda de aparelhos e está sedada. Ela está sendo avaliada pela equipe médica e será submetida a exames.

Ontem (20), em entrevista ao Campo Grande News a técnica de enfermagem, Tassia Caviglioni, de 24 anos, amiga de Luanna, explicou que elas estavam com mais três meninas, saíram do serviço pouco antes das 18h30 e seguiram direto para o manifesto, quando Luanna começou a passar mal.

“Caminhamos por dez minutos na Afonso Pena, quando chegamos em frente ao Burger King, ela começou a passar mal, desmaiou e sofreu convulsões”, explica. Tassia informou que quando percebeu que a amiga estava perdendo os batimentos, procurou ajuda no hospital Sírio Libanês, que fica na Afonso Pena. “Fui correndo até lá, mas os dois enfermeiros que estavam na porta se negaram a nos ajudar”, diz.

As amigas também disseram que chamaram o Samu, mas nenhuma viatura apareceu. Segundo Tássia, Luanna só foi resgatada depois que acionaram o Corpo de Bombeiros.



E cadê a penca de acadêmicos de medicina que estavam lá no protesto também e não prestaram algum socorro á essa menina? Tinha um grupo gigantesco composto somente por acadêmicos de medicina da federal lá, podiam ao menos ter dado um auxílio!
 
Sandra Marina em 25/06/2013 17:47:29
falou tudo srª Aurea da Matta e sr.Fernando. Não dou os parabéns p/ esses enfermeiros pois senti uma enorme vergonha desse tipo que gente, se é que podemos ao menos os chamarem assim"gente". Que DEUS tenha compaixão dessa moça.
 
ADRIANA C. PANIAGO em 25/06/2013 10:52:42
Que profissionais esses dois enfermeiros, imaginem como tratam os pacientes hospitalizados...
Bom, as vezes eles acham que são enfermeiros e não passam de seguranças do hospital e diga-se de passagem se aquilo pode ser chamado de hospital!!!
 
Maristela Duarte em 23/06/2013 17:35:24
Nossa que falta de humanidade!!!!! hein caros enfermeiros de plantão!! onde esta sua ética profissional? seu amor ao próximo?????????????nenhum de nós estamos livres de passar pelo que esta jovem passa, infelizmente, teve a má sorte de encontrar vocês pela frente!!! mas Deus é Fiel, e enviou anjos para socorre-la (o de sempre Corpo de Bombeiro) pq o Samu também da licença hein!!!!!efeito tartaruga!!!!!!!!!!!!!!Boa tarde...a todos....
 
Aurea da Matta em 23/06/2013 14:50:02
Meus aplausos aos enfermeiros que fizeram votos de atendimento na formatura e se recusaram a fazê-lo na prática. Meus aplausos ao hospital que deve orientar desta forma seu quadro, se tem dinheiro atende, se não tem, que morra. É por estas e outras que estes protestos devem continuar e se fortalecer. Acorda Brasil, acorda gananciosos de plantão. Lembrando, a vida desta menina passou pelas mãos destes inertes enfermeiros, colegas de profissão, espero que ela possa olhá-los nos olhos....
 
Fernando Almeida de Lima em 21/06/2013 12:21:48
"É proibido ao enfermeiro recusar-se a prestar socorro em casos de emergência, participar de procedimentos sem que haja autorização do paciente ou representante legal e ser conivente com práticas que interrompam gestação (aborto)"
 
Silvio Cesar em 21/06/2013 12:04:52
Os dois que se negaram a ajudar devem ser identificados e processados, "O enfermeiro não pode se recusar a atender e prestar assistência por discriminação de nenhuma natureza"
 
Silvio Cesar em 21/06/2013 11:53:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions