A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/03/2014 19:20

Juiz condena a 13 anos acusado de matar idoso que livrou neta de estupro

Bruno Chaves
Paulo Cássio cumprirá pena em regime fechado (Foto: Marcos Ermínio)Paulo Cássio cumprirá pena em regime fechado (Foto: Marcos Ermínio)

Paulo Cássio Esmeraldo de Oliveira, 36 anos, foi condenado a 13 anos e dois meses de prisão, em regime fechado, por assassinar, com 22 facadas, Jaime Rodrigues da Costa, 70, no dia 30 de outubro de 2012. A sentença foi proferida pelo juiz Victor Curado Silva Pereira, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

Paulo foi denunciado à Justiça, pelo MPE (Ministério Público Estadual), por homicídio doloso qualificado pelo emprego de meio cruel. De acordo com o processo, a vítima foi morta no bairro Itamaracá ao tentar defender a neta de 16 anos.

No julgamento desta segunda-feira (17), Paulo também foi responsabilizado por homicídio qualificado por dificultar a defesa da vítima e por Jaime ser idoso. O júri popular que condenou o criminoso foi composto por quatro mulheres e três homens.

Ficha suja - De acordo com o assistente de acusação, Antônio Frazão, Paulo cometeu dois crimes em 1997 no estado de São Paulo. Ele foi condenado a 12 anos de prisão por um homicídio e a 5 anos por roubo.

Cerca de 10 anos da pena foram cumpridos no regime fechado de Campo Grande. E Paulo só saiu da cadeia em razão da liberdade condicional, situação em que ele se encontrava quando matou Jaime.

“O réu chegou a conseguir liberdade provisória por este crime, mas o juiz regrediu porque ele estava em condicional. A revolta é que se ele não tivesse cometido outros crimes, estaria solto”, explica o assistente.

O caso - O idoso foi morto depois de evitar que a neta de 16 anos fosse estuprada. O crime aconteceu no bairro Itamaracá, por volta das 22h, do dia 30 de outubro do ano passado. Paulo golpeou Jaime 22 vezes, segundo assistente de acusação, e ele morreu após ser socorrido até a Santa Casa da Capital.

Na época, questionado sobre o ferimento em uma das mãos, ele afirmou que se machucou durante a luta corporal contra o idoso. “Estava me defendendo”, disse.

Outro ponto que chama a atenção no caso é que 30 dias antes de matar Jaime, Paulo foi preso na rodoviária de Anastácio, distante 135 quilômetros da Capital, com uma faca. Segundo o assistente de acusação, a intenção de Paulo era matar a mulher.



kkkkkkkk, só 13 anos, mais não vai ficar nem 5 anos, esquecem que estamos no Brasil, tenho vergonha de ser brasileiro, a raça mais suja que existe não generalizando todos, mas 95%.
 
fabiano santos em 18/03/2014 09:23:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions