A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

28/03/2018 11:45

Juíza mantém estuprador do Corsa prata preso por tempo indeterminado

André Silva de Oliveira foi preso em flagrante depois de ter estuprado uma jovem de 23 anos dentro do carro dele

Bruna Kaspary
André foi preso em casa, no Aero Rancho, depois de ter estuprado uma jovem de 23 anos no Guanandi II (Foto: Saul Schramm)André foi preso em casa, no Aero Rancho, depois de ter estuprado uma jovem de 23 anos no Guanandi II (Foto: Saul Schramm)

O pintor André Silva de Oliveira, de 31 anos, será mantido preso por tempo indeterminado. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva durante audiência de custódia na manhã desta quarta-feira (28). Ele deixará a carceragem na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e será encaminhado para o Complexo Penal de Campo Grande.

Apesar do pintor não ter nenhum antecedente criminal, a juíza Sueli Garcia Saldanha optou por mantê-lo detido por causa da gravidade do fato. O caso será encaminhado para outro juiz, que ficará responsável pelo processo. Caso condenado, André poderá pegar de seis a dez anos de detenção.

André foi preso na noite de segunda-feira (26), em casa, depois de ter arrastado uma jovem de 23 anos, que caminhava pela avenida Thrison de Almeida, para o seu carro e a estuprado. Segundo a delegada Fernanda Félix, da Deam, a jovem conseguiu gravar a placa do veículo, o que facilitou a localização do suspeito.

Apesar de André negar o crime, a delegada afirma que é certo que ele é o estuprador. "A vítima o reconheceu facilmente e foram encontradas digitais dela na janela do carro dele", explica.

Toda a ação durou cerca de trinta minutos e foi interrompida por ligações da esposa de André, que não sabia onde ele estava. O pintor ficará detido em uma cela onde só estão presos que cometeram crimes sexuais, para preservar sua segurança.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions