A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

05/06/2014 15:59

Juíza vê "erro" e antecipa julgamento de acusado de agredir namorada

Edivaldo Bitencourt
Matheus vai a julgamento em outubro deste ano (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Matheus vai a julgamento em outubro deste ano (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

A juíza da 1ª Vara da Violência Doméstica de Campo Grande, Simone Nakamatsu, aproveitou a necessidade de mudar o julgamento de Matheus Georges Zadra Tannous, 19 anos, que estava previsto para 11 de agosto de 2015, e antecipou a audiência para outubro deste ano. A primeira data é feriado no Judiciário, quando se comemora o Dia do Advogado.

O agendamento do julgamento para agosto de 2015 revoltou a família da vítima, a estudante Giovanna Nantes Tressi Oliveira, 19, que teria sido agredida com “pisões” e “cadeiradas” pelo jovem. O caso ganhou repercussão nas redes sociais porque a agressão ocorreu na noite do réveillon, mas teria sido abafado porque Matheus é filho do médico Michel Tannous.

O crime ocorreu no dia 1º de janeiro deste ano. No entanto, o julgamento só foi agendado para 11 de agosto de 2015.

Segundo a assessoria do Fórum de Campo Grande, a magistrada foi verificar o processo ao retornar das férias e viu o erro no agendamento. Então, ela decidiu antecipar o julgamento para 2 de outubro deste ano.

Para a família de Giovanna, o agendamento do julgamento para tão longe é uma “palhaçada”. ´”Isso já deveria ter acontecido há muito tempo. Já foi provado que ele espancou minha filha”, comentou a mãe, Janaína Nantes Tressi.
Matheus chegou a ser preso, mas foi solto por determinação da Justiça. No entanto, o oficial de Justiça tem tido dificuldade em notificá-lo das próximas etapas do processo. Nesta semana, a juíza foi informada de que ele não foi localizado nos endereços informados.



Bom dia a todos,
Vocês perceberam que a falta de educação e cultura é um problema independente da classe social. Eu como pai, todos os dias ensino a diferença do certo e do errado. Mas caso algum dia, meu filho, escolha um caminho supostamente "duvidoso", jamais tentarei protege-lo de um "castigo" que poderá torna-lo uma pessoa melhor.
 
MARCO ANTONIO DE O NANTES FILHO em 06/06/2014 08:26:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions