ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  29    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Júri condena pela 2ª vez garoto de programa acusado de matar namorado

Por Ricardo Campos Jr. | 10/06/2015 16:48
Acusado de matar o namorado ao ser apresentado à imprensa na época do crime (Foto: João Garrigó / arquivo)
Acusado de matar o namorado ao ser apresentado à imprensa na época do crime (Foto: João Garrigó / arquivo)

Christian Rodrigues Simplício, 21 anos, foi condenado a 13 anos de prisão pela morte do namorado Onivaldo Rocha Mengual, 47 anos. A defesa do acusado tentou argumentar que o crime foi cometido diante de legítima defesa, mas não conseguiu convencer o júri em audiência nesta quarta-feira (10).

O caso foi em novembro de 2011 no Condomínio Trípoli, na Rua Treze de Maio, no Centro. A vítima foi enforcada com uma corda de varal e amarrada com o fio de um ventilador.

Na época, ao confessar o crime na delegacia, Christian disse que era mantido em cárcere privado por Onivaldo, que não permitia que o jovem fizesse programas, chegando a esconder as chaves para impedir que ele deixasse o apartamento.

Os dois haviam bebido no dia do crime. Durante briga, o réu usou um dos fios para sufocar a vítima e fugiu em seguida. Ele diz ter pensado que o namorado havia apenas desmaiado e fugiu. Dias depois retornou ao imóvel com a intenção de conversar com Onivaldo, mas o encontrou morto.

Christian foi julgado em outubro de 2013, quando foi condenado a 15 anos de prisão, mas a defesa entrou com recurso e conseguiu anular a audiência apontando que os jurados foram contrários às provas apresentadas. Uma nova audiência foi marcada para esta tarde.

Durante depoimento, o jovem se contradisse e afirmou que saía de casa sempre que zeladora abria a porta, mas voltava porque não tinha lugar para morar.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário