ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  07    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Juri popular de assassino de vereador de Alcinópolis também é adiado

Por Angela Kempfer | 10/05/2011 16:21
Ireneu Maciel foi preso minutos após assassinato, em 26 de outubro.
Ireneu Maciel foi preso minutos após assassinato, em 26 de outubro.

A defesa conseguiu suspender o julgamento de Irineu Maciel e Valdemir Vansan, ambos acusados de participação no assassinato do vereador de Alcinópolis, Carlos Antônio Costa Carneiro. Irineu confessou ter feito os disparos, mas Valdemir nega envolvimento no crime.

Os dois enfrentariam júri popular amanhã mas a defesa recorreu contra a sentença de pronúncia.

Na semana passada, o julgamento de Aparecido Souza Fernandes, também foi adiado.

Ele foi preso em flagrante no dia do crime, junto com Irineu,. O assassinato ocorreu em 26 de outubro do ano passado, próximo ao Hotel Vale Verde, em Campo Grande. O acusado conduzia a moto que levou Ireneu Maciel até ao local.

Conforme a denúncia, Valdemir foi quem intermediou contratação do cunhado Irineu para matar o vereador. O preço do crime foi R$ 20 mil. Valdemir nega o crime. À justiça, Irineu disse que matou porque foi humilhado pelo vereador.

Nos siga no Google Notícias