A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

02/05/2013 13:49

Justiça manda plano de saúde de MS arcar com tratamento em SP

Nadyenka Castro

A Unimed Campo Grande foi condenada pela Justiça a custear o tratamento de uma segurada em um hospital de São Paulo. A decisão é, por unanimidade, da 5ª Câmara Cível do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

A segurada relatou à Justiça que teve
lesão no pé e no tornozelo direito, associada à diabetes, tendo complicações a ponto de a indicação médica ser a amputação do membro.

Ela teve uma segunda opinião médica, foi transferida ao Hospital Sírio Libanês em São Paulo no dia 9 de janeiro deste ano, onde conseguiu estabilização da infecção e da própria necrose que se infiltrava nos tecidos infectados.

Ao solicitar que o plano de saúde cobrisse os gastos, foi informada de que isso não seria possível e recorreu à Justiça. O juiz da 2ª Vara Cível de Campo Grande
deferiu o pedido de antecipação de tutela e a Unimed recorreu.

O plano de saúde alega que o hospital é de alto custo, com tabela própria, fora da rede conveniada, e o atendimento é feito por médicos não cooperados. Além disso, sustenta que sua rede conveniada tem condições de prestar o atendimento desejado pela agravada, motivo pelo qual a liminar deve ser revogada.

Para o desembargador Júlio Roberto Siqueira Cardoso, relator do caso, havendo possibilidade de tratamento mais eficaz, com técnicas mais modernas e maior probabilidade de cura, não há motivos para a agravante ser contra a liminar, por isso o relator nega provimento ao recurso da Unimed, determinando que a requerida custeie o tratamento necessário no Hospital incluindo equipe médica e medicamentos, em especificações indicadas pela equipe profissional.

O desembargador ressalta que “quem paga um plano de saúde não compra apenas prestações materiais, palpáveis ou facilmente redutíveis à expressão valorativa de pecúnia. Paga-se também por sossego, tranquilidade, sensação de segurança e de proteção para si e para os dependentes para eventuais mazelas que possam acometer sua saúde e de seus dependente".



Parabéns!!! aos Desembargadores pela atitude HUMANA...Contrária de uma Juíza desta mesa vara cível, que inderefe caso bem complicados, de duas uma,é muito insegura ou esta sempre do lados dos planos de saúde.
 
Neyde de Oliveira em 02/05/2013 14:04:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions