ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SÁBADO  29    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Justiça manda prender envolvido em confusão com PM no réveillon

Por Nadyenka Castro | 22/02/2012 16:30

Conforme a denúncia, Maílson Pereira Meaurio agrediu o policial Samuel Araújo Lima, que depois, matou Wilson Meaurio e atirou em outras pessoas

Carro do policial ficou danificado. Samuel ficou com ferimentos pelo corpo.
Carro do policial ficou danificado. Samuel ficou com ferimentos pelo corpo.

A Justiça decretou a prisão preventiva de Maílson Pereira Meaurio, 21 anos, envolvido na confusão que terminou com um policial militar ferido e cinco pessoas baleadas por ele - sendo uma morte - na madrugada do dia 1º de janeiro deste ano, no bairro Pioneiras, em Campo Grande.

A prisão de Maílson foi decretada no dia 6 de fevereiro a pedido do MPE (Ministério Público Estadual). Conforme denúncia do MPE, durante briga de trânsito, Maílson e Márcio Pereira Soares, de 22 anos, agrediram o policial Samuel Araújo Lima, que ficou com vários ferimentos pelo corpo.

Após ser agredido, Samuel se escondeu em uma residência, chamou os irmãos - uma policial civil e um policial militar -.Ao chegar ao local, a policial fez um disparo de tiro e Samuel entrou na casa onde estava seus agressores.

Na residência, baleou cinco pessoas, inclusive um menino de 10 anos que estava deitado -. Um dos baleados, Wilson Meaurio, morreu. Ele era pai de Maílson, que fugiu após os crimes e não foi mais localizado.

Samuel Araújo foi preso em flagrante. Ele teve o pedido de revogação da prisão negado pelo juiz Alexandre Ito. Na última quarta-feira, o habeas corpus foi negado em caráter liminar pelo desembargador Romero Osme Dias Lopes, da 2ª Turma Criminal. Márcio também continua preso.

A primeira audiência sobre o caso está marcada para 22 de março, às 15h30min. A previsão é que sejam ouvidas 13 testemunhas de acusação.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário