A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/01/2012 12:39

Polícia indicia 5 por participação na briga em que PM matou 1 e feriu 4

Paula Vitorino

Familiares atingidos pelos tiros contestam a informação de que Mailson está foragido e dizem que PM iniciou briga

Carro de PM foi danificado durante confusão. (Foto: Simão Nogueira)Carro de PM foi danificado durante confusão. (Foto: Simão Nogueira)

A Polícia Civil encerrou o inquérito sobre a confusão na madruga do dia 1º de janeiro em que o policial militar Samuel Araújo Lima matou uma pessoa e deixou outras quatro feridas, sendo todas as vítimas da mesma família.

O inquérito policial foi entregue na Justiça ontem e encaminhado para denúncia no Ministério Público. Cinco pessoas foram indiciadas por envolvimento na briga, que aconteceu no bairro Universitário.

Samuel, que foi preso em flagrante, foi indiciado por homicídio doloso e tentativa de homicídio. O advogado do PM, Ronaldo Franco, afirmou que irá aguardar até a próxima semana para analisar o inquérito e pedir a revogação da prisão preventiva de Samuel.

A irmã do PM, Sueili Araújo Lima, que é policial civil, pagou fiança e responderá em liberdade pelo crime de disparo de arma de fogo. O outro irmão do policial, Rodrigo Araújo Lima, que também é PM, assinou um termo de compromisso e responderá perante o Juizado Criminal Especial pelo crime de ameaça.

Já Marcio Pereira Soares e Mailson Pereira Meaurio, vulgo “Lyon”, foram indiciados pelos crimes de tentativa de homicídio e dano qualificado. Marcio está preso e Mailson é considerado foragido e teve a prisão preventiva representada pela Polícia Civil.

De acordo com a investigação, Marcio e Mailson são acusados de participar do início da confusão com o PM e de agredi-lo. A Polícia Civil apurou que o PM foi até o bairro para buscar a namorada e ao efetuar uma manobra de retorno na via pública desagradou um grupo de pessoas que estavam na rua, iniciando-se uma discussão que logo se transformou em agressão.

A investigação conclui que Samuel “passou a ser violentamente espancado” por Marcio e Mailson. Com isso, o PM teria se escondido em uma residência em frente e os dois rapazes tentaram invadir a casa.

Samuel ligou para a irmã, Sueili, que estava na casa dos pais ali próximo e pediu para ela ir ajudá-lo, levando consigo a arma. Ela chegou no local e disparou tiros para o alto na tentiva de dispersar a confusão, já que teria percebido que os agressores estavam tentando invadir a casa e danificando o carro de Samuel com pedaços de madeira.

O PM saiu da casa, pegou a arma da irmã, e saiu em perseguição aos agressores, entrando na residência de Wilson Meaurio, de 41 anos. Dentro da casa ele disparou diversos tiros contra as pessoas que ali estavam. Os tiros mataram Wilson e atingiram sua mulher, Ionar Marília Monteiro Pereira, de 37 anos, os dois filhos, de 15 e 10 anos, e um sobrinho de 15 anos.

Segundo o inquérito, após os disparos, Samuel acabou desmaiando e, logo em seguida, chegaram as forças policiais e o corpo de bombeiros, que socorreram os feridos.

Em meio a confusão no local, o irmão do PM, Rodrigo, chegou com arma de fogo em punho, bastante alterado, e ameaçando as pessoas que estavam na casa para saber quem tinha ferido o irmão. Ele foi contido pela guarnição da Polícia Militar que já estava no local.

Família - A mãe de Mailson, Ionar Marília, diz que o rapaz não está foragido. O advogado da família, Marcelo Lima, informou que ainda não teve acesso ao inquérito, mas que Mailson deve se apresentar a Polícia Civil. Ele também deve entrar com pedido de liberdade para Marcio.

Ionar questiona o fato de Mailson e Marcio serem indiciados por tentativa de homicídio. “Eles não ameaçaram ninguém de morte, só se envolveram na briga”, diz.

Ela ainda diz que os dois não foram responsáveis pelo início da briga e que o PM chegou quase atropelando as pessoas que estavam na rua e logo em seguida desceu alterado do carro, agredindo os rapazes.

Ionar e o filho de 10 anos aguardam o prontuário da Santa Casa e devem fazer o exame de corpo de delito na sexta-feira (13). O filho de 15 anos já fez o exame e o sobrinho está em Corumbá, onde mora e realizou o exame. Os resultados serão anexados ao inquérito.

Segundo ela, o sobrinho está sem movimento na perna em que recebeu o tiro e terá de fazer fisioterapia. Ionar diz que está andando com dificuldade por conta da cirurgia de retirada da bala e o seu filho de 10 anos está com a perna engessada.



Geremias Ferreira, vc mesmo percebeu que o pm treinado e preparado não iria correr de 2 magricelas e desnutridos com apenas 60 kg...Se liga meu... era uma gangue inteira e armados com pau, pedra e sabe lá o que mais... vem aqui perguntar na vizinhança ao invés de ficar falando abobrinha.
 
Naldo Pereira em 11/03/2012 01:06:54
Roberto Inzagaki, vc também estava lá, não é? E acredito que deve ser parente deles, e provavelmente também participou da agressão ao policial... para defender tanto assim esses adolescentes "SANTINHOS". Queria ver se fosse vc no lugar do policial, se iria para casa dormir, todo arrebentado e sem carro..."SANTO"! Agrediram o policial por um "QUASE" atropelamento, então aguentem as consequencias!
 
Naldo Pereira em 07/03/2012 08:34:30
Senhorita Fernanda Bucallon:
Mude de profissão, sim existe marginais adolescente que são protegidos em demasiado pela fraca legislação, porém, generalizar sem nem ao menos conhecer nada sobre o caso é ignorância, houve crime em flagrante? você estava lá? e minha amiga vai estudar mais um pouco, atirar em mulher e crianças é excesso em 99.9% dos casos, polical tem o DEVER de agir de forma LEGAL.
 
Roberto Inzagaki em 23/02/2012 10:45:35
É cada absurdo que eu leio por aqui, cada comentário que beira estupidez, povo que não entende nada de lei e sai por ai falando asneira, ninguém sabe o que realmente aconteceu, mais uma coisa está clara, houve excesso em demasiado por parte do policial, ele teve tempo para chamar reforço e agir conforme manda a lei, atirar em crianças e mulheres é covardia pura.
 
Roberto Inzagaki em 23/02/2012 10:39:00
PARABÉNS AO POLICIAL QUE DEFENDEU SUA VIDA.
Se fosse qual quer um de nós cidadãos sem preparo físico, teríamos morrido na mão destes adolescentes. Que se sentem cheios de si.
Claro que ir na casa não é bem a atitude esperada mais eu acredito que o pm é pm fardado ou não.
E que ele é tanto vitima quanto agressor.
Não vejo porque ele vai responder como doloso. Se ele foi vitima da situação.
 
Dirceia de Jesus Vasconcelos em 17/01/2012 05:41:26
Lido diariamente com meninos de 11 a 17 em idade de formação. Eles são capazes de ameaçar nós professores em sala, os adolescentes de modo geral hoje se sentem reis, ai tá! Se o pai e a mãe estipulassem limites para seus filhos nada disso teria acontecido. E Outra ele é policial, houve um crime é flagrante ele DEVE entrar onde for pois essa a função fardado ou não. Caso contrario é prevaricação
 
Fernanda Bucallon em 17/01/2012 05:28:30
que a confusão começou com marcio e mailson é provável, mas que um policial militar treinado e preparado fisicamente não correria e se esconderia em uma residência, mesmo estando desarmado, e "pediria socorro para a irmãzinha para salvá-lo de apenas dois muleques pesando aproximadamente 60 kg com apenas pedaços de paus nas mãos"! Ou os 2 muleques estavam armados, ou a família e amigos deram apoio.
 
Geremias ferreira em 12/01/2012 12:27:59
É isso mesmo, porque só o policial que ta preso? sendo que quem começou a confusão foram esses 2 marginais, Mailson e Marcio, tem que prender esse bandido (Mailson) porque graças a Deus Marcio ja ta preso, e que eles apodreçam na cadeia, e que a justiça seja feita, ou seja, que ponham imediatamente o policial em liberdade pois ele agiu em legítima defesa.
 
Paulo Oliveira em 11/01/2012 12:56:57
Certinho a família dessas crianças, com seu ÓTIMO exemplo, brigando na rua, espancando o policial, destruindo seu carro... Na minha opinião a segurança das crianças, nesse caso, era responsabilidade da família. Deveriam levar em consideração a presença dos pequenos e não arranjar confusão. Muito menos espancar uma pessoa no meio da rua.
 
Agatha Suzuki em 11/01/2012 11:57:30
QUALQUER pessoa agiria como o policial fez. É uma região como outras muitas na cidade onde pode se encontrar um grande incentivo ao ódio contra policiais. O que aconteceu é que identificaram como PM e caíram em cima. A irmã dele agiu como qualquer policial faria, independentemente de se tratar de seu irmão. Era uma multidão espancando uma só pessoa.
 
Agatha Suzuki em 11/01/2012 11:55:14
não vamos defender quem começou ou revidou mais que falta um despreparo de ambos , isso falta, arma nao e sinonimo de poder e sim de destruição.
 
joao batista em 11/01/2012 10:47:46
Com certeza, o comando da nossa PMMS, dará a resposta para sociedade. afinal na condição de Policial Militar teria esta obrigação "contratual" ou regulamentar de no minimo ligar de imediato para o 190.(sempre fui bem atendido, em dois acidentes de transito, são educados(as) e eficientes).
Ligou para irmã policial civil, e tambem para o outro irmão também Policial militar?
carioca.'.
 
jose carlos da silva.'. em 11/01/2012 10:13:32
É MEUS AMIGOS VEJO MUITA GENTE DIZENDO QUE NÃO FOI EM LEGITMA DEFESA A AÇÃO DESTE POLICIAL. MAS AOS QUE ADORAM CRITICAR A AÇÃO DE POLICIAIS COMO SE TAIS SÃO SUPER -HEROIS QUE DEVEM APANHAR E NÃO REAGIR, COMO SE NUNCA IRÃO PRECISAR DO DA AJUDA DESTES PROFISSIONAIS,POIS POLICIAIS COMO ESTE QUE VCS ESTÃO JULGANDO É QUE VÃO ATENDER CHAMADOS QUANDO SE NECESSITA.OU VCS CHAMAM O BATMAM????
 
RUFINO LIMEIRA em 11/01/2012 09:37:05
A Const.Federal diz:A casa é asilo inviolável do indivíduo,ninguém nela pode entrar sem o consentimento do morador ou entrar com determinação judicial. Const.Federal, Cód.penal,Estatuto da Criança e Adolecente,possivelmente Sindicância e Inquérito Administrativo.Que cada um pague pelas violências arbitrárias que praticaram. justiça para os dois lados e que a corda não arrebente no lado mais fraco.
 
Fernando Silva em 11/01/2012 09:18:45
Esse "inquérito", industriado, vai merecer uma reprimenda do DONO da Ação Penal, ou seja, o Ministério Público que não vai engolir essa estória "pra boi dormir".
 
Carlotto Prado em 11/01/2012 09:13:53
Para esse Srº

Paulo Oliveira em 11 de janeiro de 2012 - quarta às 14:34

E o policial vai devolver a vida do pedreiro?

Creio que os envolvidos respondam pelo que fizeram, sem excessões.
 
Valéria vaz em 11/01/2012 07:54:33
Qualquer pessoa que tivesse sido agredido como foi esse policial, teria feito o mesmo. Independente se tem uma índole boa ou má, irá revidar na primeira oportunidade que tiver. Quem fala o contrário está sendo hipócrita.
 
emerson carlos em 11/01/2012 07:26:31
será que eles realmente estavam desarmados será que no meio de toda essa confusão não eles enfrentarão o policial só com as mãos fizeram esse estrago sejamos francos. um pedaço de pau ou uma pedra na mão de alguem desse tipo vira uma arma letal. depois só o policial que é o culpado todos os envolvidos tem que pagar pelo que cometeram e não queiram usar o policial, como bode expiatório
 
marcio inacio em 11/01/2012 07:00:35
justiça ja! cadeia pra esses marginais envolvidos nesse caso, todos direta ou indiretamente são culpados por tudo que aconteceu com o policial e seu carro
 
Paulo Oliveira em 11/01/2012 06:24:32
legitima defesa !?! matar uma pessoa desarmada e balear outras quatro !? entendo isso como exesso ... de legitima defesa !?! ... mais enfim ... é só meu comentário !?! vamos esperar que o MP investigue e analise melhor os fatos ... pois para se caracterizar legitima defesa ... há várias prerrogativas a serem provadas nos autos !?! não somente ... dizer ! tem que provar !
 
leandro caetano. em 11/01/2012 04:46:13
E fiquem de olho neste caso, pois como todos podem ver por aqui mesmo nos comentários, tem gente tentando a todo custo inverter as coisas e os culpados, inclusive colocando criança de 10 anos de idade no meio da confusão...
 
Paulo Rosas em 11/01/2012 04:23:30
Quantos comentários infelizes aqui !!!! Quer dizer que a mulher e as crianças baleadas mereciam isso ? O policial agiu certo atirando em todos ? Gente, vamos maneirar com a hipocrisia. Sem dúvida os rapazes são culpados por terem agredido o policial, mas em hipótese alguma o policial poderia ter dados tiro à esmo como foi comentado. Analisem melhor a situação antes de comentarem, por favor.
 
Rodrigo Godoy em 11/01/2012 04:19:23
Na verdade quem deve apodrecer na cadeia é o POLICIAL que cometeu o ASSASSINATO e ainda atirou em outras pessoas, inclusive crianças.....
Não ouve legitima defesa coisa nenhuma, e todos estavam alterados por terem ingerido bebida alcoolica, inclusive o policial que cometeu o assassinato... Justiça seja feita para todos, inclusive para os outros agressores..
 
Paulo Rosas em 11/01/2012 04:03:52
será que a mulher, Ionar, e os outros que foram baleados, até essa "criânça" de 10 anos, também não estavam na hora que o policial estava sendo covardemente agredido e o carro dele destruido, com certeza sim, e eles também tem que responder por esses crimes, a pessoa que infelizmente morreu participou e esses outros com certeza participaram, ja que fazem parte da mesma quadrilha de arruaçeiros.
 
Paulo Oliveira em 11/01/2012 03:50:36
Esses 2 bandidos (Marcio e Mailson) tem que responder no mínimo por tentativa de homicidio e dano, tem que ser presos e ainda ressarcir o policial, ou seja eles (Marcio e Mailson) tem que dar outro carro do mesmo valor e marca para o policial, porque eles destruiram o carro de um trabalhador honesto, e isso não pode ficar impune, que a justiça seja totalmente feita.
 
Paulo Oliveira em 11/01/2012 03:34:58
É um avergonha mesmo, o policial entre na casa das pessoas atira em crianças e que não tinha nada aver com a historia e ainda sai como o mocinho, bem se via que essa historia não iria dar em nada mesmo, como pode POLICIA é sempre um héroi para as crianças, esses ai não devem ter filhos e muito menos conviver com crianças, para fazer uma maldade dessas. que a Justiça de Deus seja feita.
 
Barbara Isabeli em 11/01/2012 03:07:04
Ana, bandidos que recebem dinheiro público existem aos montes, e pode ter certeza que o local onde você menos vai achar desse tipo é na PM, Bombeiros, Professores, Médicos, etc. Pense antes de dizer certas coisas, ou procure o significado da palavra "bandido" antes de julgar toda uma categoria que dedica a vida pessoal em detrimento do coletivo.
 
Carlos de Moraes em 11/01/2012 02:52:36
A justiça tem que realmente ser feita, porque somente um lado tem que pagar o preço? em nenhum momento confirmou q o policial causou algum mal ao grupo quando realizou a manobra de retorno .Sabe DEUS o quê eles faziam na esquina? desencadeando as agreções, pancadarias e estragos conforme visto nas fotos? É muito bom agora querer ser vitima diante de tudo que causaram ...
 
Joana Silva em 11/01/2012 02:25:45
A mae dos dois rapazes afirma categoricamente que os mesmos nao ameacaram ninguem de MORTE. Entao pergunto: porque o carro do policial ficou com a lataria e os vidros completamente destruidos?? E os hematomas causados no PM ?? Sera que foram dados muitos beijinhos no POLICIAL ? .
 
KATIA MATOSO em 11/01/2012 01:45:11
Como todos já imaginavam, os poliça serao as vitimas e o morto e os baleados os culpados. E depois falam que quem tem medo de policia e bandido, porem vamos esclarecer que, bandido nao concursado recebe penas criminais e recebem o nosso desrespeito enquanto os concursados, recebem do nosso dinheiro e ainda nos fazem os respeitarem atraves do medo!
 
ana oliveira em 11/01/2012 01:37:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions