A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

23/03/2018 12:21

Justiça mantém prisão de fotógrafo suspeito de estuprar e filmar a filha

O caso começou a ser investigado no dia 2 de fevereiro quando um parente levou a menina até a delegacia para denunciar o estupro

Guilherme Henri
Computador, HDs, câmera, cartão de memória e cd com material pornográfico apreendidos (Foto: Kleber Clajus)Computador, HDs, câmera, cartão de memória e cd com material pornográfico apreendidos (Foto: Kleber Clajus)

A Justiça decidiu nesta sexta-feira (23) que o fotógrafo de 31 anos suspeito de filmar o estupro da filha permanecerá preso. A decisão foi tomada pela juíza plantonista Gabriela Muller em audiência de custódia, realizada no Fórum de Campo Grande.

Para proteger a criança, não foi permitido que a imprensa acompanhasse a audiência. O suspeito deve ser levado ainda hoje para o Presídio de Trânsito na Capital.

O fotógrafo foi preso em flagrante na quinta-feira (22) na casa onde mora no bairro Cophavilla II. No local, policiais civis encontraram vasto material pornográfico infantil. Entre vídeos e imagens, o suspeito aparece com a filha em cenas que chocam, segundo a delegada Marília de Brito Martins.

O caso começou a ser investigado no dia 2 de fevereiro quando um parente levou a menina até a delegacia para denunciar o estupro. Segundo a delegada, a menina deu detalhes sobre o crime e ainda revelou que tudo era gravado. Há gravações que datam de 2014, quando a garota tinha nove anos.

Um mandado de busca e apreensão foi expedido. Nas buscas, os policiais encontraram o material em HDs, computador e celular. Em depoimento, o suspeito confessou a autoria dos vídeos.

Ele aproveitava as visitas regulares da filha para produzir o material já que a menina mora com os avós. Entre fotos e vídeos, a delegada revelou ainda a existência de material envolvendo crianças e sadomasoquismo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions