A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/02/2013 17:14

Justiça ouve no dia 21 de março defesa de policial que matou trabalhador

Nadyenka Castro
Familiares de Ike foram ao Fórum com camiseta em homenagem a ele. (Foto: Rodrigo Pazinato)Familiares de Ike foram ao Fórum com camiseta em homenagem a ele. (Foto: Rodrigo Pazinato)

A Justiça ouve no dia 21 de março testemunhas de defesa do policial militar Bonifácio dos Santos Júnior e do amigo dele, Osni Ribeiro de Lima, acusados de matar Ike Cézar Gonçalves, de 29 anos. O crime aconteceu na madrugada do dia 28 de outubro do ano passado, em frente à casa de shows.

A audiência está marcada para começar às 10h30min, na 2ª Vara do Tribunal do Júri. Esta será a segunda sobre o caso. A primeira foi no dia 7 de fevereiro, quando foram ouvidas 11 testemunhas de acusação.

As testemunhas afirmaram à Justiça que Bonifácio tinha a intenção de matar e depois do crime ele saiu tranquilamente e entrou no carro, que era conduzido pelo amigo Osni e fugiu.

Bonifácio, estava com o amigo Osni na casa de show quando ao sair se deparou com uma confusão no local. Segundo relatos de testemunhas à Polícia Civil, por volta das 4h da manhã, alcoolizado o policial começou a atirar nas pessoas, quando Ike, que não estava envolvido na confusão, foi perguntar por que ele estava atirando. Nesse momento Bonifácio atirou e atingiu a vítima na testa.

Após o crime, o amigo do policial deu fuga para ele em um veículo Peugeot. Ike chegou a ser socorrido, levado ao posto de saúde e devido aos ferimentos, foi encaminhado para a Santa Casa, onde morreu 2h depois de ser baleado. Ele trabalhava como técnico de enfermagem e tinha bancas no Camelódromo. Ike foi sepultado no dia em que faria 29 anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions